Nova remessa de vacinas será destinada parte não-imunizada dos profissionais da saúde

Paraná entregou no domingo 86.500 doses aos municípios, sendo 160 para Laranjeiras do Sul

O governo do Estado finalizou, neste domingo (24), a entrega das 86.500 doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com o Laboratório AstraZeneca para as 22 Regionais de Saúde do Paraná. 
Distribuída em tempo recorde – menos de oito horas – a distribuição deste segundo lote permitiu que os 399 municípios do Paraná pudessem começar a aplicar os imunizantes contra a Covid-19 ontem ainda.


Em Laranjeiras
O secretário de Saúde de Laranjeiras do Sul, Valdecir Valick, afirma que o município recebeu mais 160 doses. “Com as doses que chegaram daremos continuidade à vacinação dos servidores da Saúde que não foram beneficiados na semana passada por ter sido uma quantidade pequena em comparação ao número de colaboradores que temos”.
“Com a remessa que chegou na semana anterior, foi feita a imunização o mais ágil possível, tanto para os indígenas, quanto os idosos da casa de repouso São Francisco Xavier e os profissionais da saúde atuantes na linha de frente da Covid-19’’, afirma o secretário.


As vacinas
A diferença entre as vacinas CoronaVac e AstraZeneca, explicou o secretário estadual de Saúde Beto Preto, se dá em relação ao prazo de aplicação entre uma dose e outra, já que ambas preveem duas imunizações.
Enquanto a CoronaVac necessita de três semanas, a vacina de Oxford pede espaço de quatro meses. Assim, o primeiro lote, formado pelo imunizante da Sinovac, foi dividido em duas partes iguais, garantindo as duas doses para quem for receber.


Surto 
Sobre os 33 novos casos de Covid-19 confirmados no município neste domingo (24), o secretário Valdecir Valick comenta que 30 deles são de um único estabelecimento comercial e que as medidas de proteção estão sendo feitas para evitar mais contágios.
As recomendações continuam sendo para que a população tome os devidos cuidados, e sigam as medidas de proteção para assim evitar maior proliferação do vírus.