O veterinário Everton Beê conta como manter a saúde e bem-estar do seu pet

Everton Beê, da clínica Agroveb, explica o que é necessário para manter a saúde e bem-estar dos animaizinhos de estimação

Os animais de estimação tem conquistado cada vez mais espaço no coração e na vida das pessoas.

Quem ama cachorro e gato sabe a alegria que é tê-los por perto, afinal não existe amizade mais sincera do que a de um pet.

Cientificamente, foi provado que a convivência com pets ajuda a melhorar a qualidade de vida das pessoas. Inclusive, a terapia com animais ganhou força nos últimos anos – alguns hospitais permitem até a visita de animais de estimação aos seus donos internados. Não restam dúvidas que ter um pet só traz alegria, mas é necessário lembrar que eles não são brinquedos e demandam cuidados.

O veterinário Everton Beê, da clínica Agroveb dá algumas dicas de como manter a saúde e o bem-estar do seu animalzinho.

Conforme Everton, dentre os cuidados necessários, está uma alimentação adequada, manter a vacinação e o vermífugo em dia, fazer visitas periódicas ao veterinário, mandar os pets ao banho e tosa principalmente no caso de cães de pelos longos.

Alimentação

Os animais têm necessidades de nutrição específicas, e supri-las é fundamental para seu desenvolvimento pleno e saudável. Everton explica que o recomendado é alimentar com ração. “Existem vários tipos disponíveis no mercado, mas se possível é bom dar preferência as rações premium e super-premium, pois os insumos utilizados na fabricação são de melhor qualidade”.

No caso dos gatos, o veterinário aconselha que junto com a ração seja dada a dieta úmida também, que seriam os sachês.

Everton alerta que há alguns alimentos que de forma alguma podem ser consumidos pelos pets, pois  representam um perigo grande para eles. “O chocolate faz muito mal, pois tem uma substância que o animalzinho não consegue digerir e isso pode causar uma intoxicação grave. Uva, cebola e alho também representam um sério risco. Alimentos gordurosos podem causar bastante diarreia tendo em vista que o organismo deles não é acostumado”.

Vacinação

A vacinação em cães e gatos, assim como nos humanos, possui dois objetivos: proteger o animal de estimação contra doenças infecciosas, e protegê-los contra os agentes circulantes dessas doenças.

“O processo de vacinação em animais de estimação é muito importante, visto que algumas doenças podem acometer não somente aos pets, mas também aos seres humanos. Vacinar animais domésticos é um ato médico muito importante e uma responsabilidade de saúde pública”, explica o veterinário.

Vacinas essenciais

Existem vacinas para os animais de estimação que são essenciais para o calendário de vacinação. Essas vacinas são conhecidas como vacinas múltiplas ou polivalentes, v8 e v10, e a vacina anti-rábica. As vacinas v8 e v10 protegem os cães de sete doenças consideradas graves: cinomose, hepatite infecciosa canina, parvovirose, leptospirose, adenovirose, coronavirose e parainfluenza canina.

Para os gatos, as vacinas essenciais são aquelas que protegem contra o parvovírus felino (FPV), o calicivírus felino (FCV) e o herpesvírus felino 1 (FHV1). Para gatos de origem desconhecida, adotados já adultos ou animais de rua, é recomendado que antes do início da vacinação, seja realizado o exame de sorologia para as doenças FIV/Felv Felina (vírus da Aids Felina e Leucemia Felina) devido à alta prevalência e gravidade dessas doenças para os felinos. 

Existem também as vacinas opcionais, que podem se indicadas através da avaliação do médico veterinário, de acordo com o risco de exposição e também pelo estilo de vida do animal de estimação. As principais vacinas opcionais são a Leishmaniose, em algumas regiões ela é considerada essencial, devido às condições e o índice de animais infectados; a vacina contra Giárdia e da Tosse dos canis.

A importância do banho para os pets

A higiene é fundamental para a manutenção da saúde e bem-estar de nossos amigos de estimação. Portanto, criar o hábito de dar banho regularmente é extremamente importante para que os pets fiquem protegidos.

Existem procedimentos corretos para que o banho seja bem realizado e o pet fique realmente limpo e higienizado. Devem-se tomar determinados cuidados e utilizar os produtos ideias para que não ocorram problemas como alergias.

Banho em gatos

Os gatos são conhecidos por serem exigentes com relação à própria limpeza, tomando seu próprio banho usando a língua. Porém, isso não é suficiente para que a higienização seja feita corretamente, pois a lambedura diária retira somente os pelos soltos e a sujeira acumulada na superfície dos pelos, mas as lambidas não são capazes de eliminar a sujeira acumulada profundamente na pele e as bactérias presentes nela.

É importante que os gatos sejam acostumados desde a infância a tomarem banhos e serem escovados com certa frequência.

Porém, a frequência para realizar os banhos nos gatinhos vai depender da raça, da coloração dos pelos e das necessidades do tutor. A escovação pode ser feita com frequência maior, utilizando escova apropriada com cerdas macias. Os felinos que costumam se aventurar fora de casa exigem uma quantidade maior de banhos e higienização, pois podem trazer bactérias nocivas, colocando em risco a própria saúde e das pessoas em casa.

Banho em cães

O banho é importante para o cão e para seus tutores, principalmente aqueles que costumam ficar com o pet em suas camas, sofás, possuem crianças pequenas em casa ou idosos que são mais propensos a contraírem alguma doença, devido ao acúmulo de bactérias.

O ambiente no qual o cão vive, seus hábitos, raça, porte e se possuem muitos ou poucos pelos influenciam diretamente na frequência dos banhos e da tosa.

Cães com a pelagem mais espessa e longa precisam ser escovados com maior frequência e tosados periodicamente.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail