“Quero combater os corruptos de toga”, afirma Deltan

Confira o vídeo da entrevista exclusiva ao Correio do Povo, com o ex-procurador da Lava Jato e o engenheiro Fábio Oliveira

Na última quarta-feira (20) o ex-procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol, e o pré-candidato a deputado estadual Fábio Oliveira estiveram em Laranjeiras para divulgar o projeto Movimento 200+ na Associação Comercial e Empresarial (Acils). Pré-candidatos nas eleições deste ano, eles visitaram o jornal Correio do Povo e discorreram sobre suas principais pautas.  

Infância  

O ex-procurador contou que possui uma visão cristã do mundo e de que a vida é um presente, pois em sua experiência já precisou que Deus lhe mostrasse a solução, desde a gravidez complicada de sua mãe, com toxoplasmose e da epilepsia que superou ainda jovem. “Carrego essa gratidão a Deus por tudo, a qual corrobora com meus princípios de defesa da vida”.  

O pré-candidato Fábio Oliveira, disse que nasceu em Guarapuava, e que ao buscar o sonho de se tornar engenheiro, trabalhou no exército auxiliando na construção de rodovias, aeroportos e portos pelo Brasil.  

Guarapuava 

Deltan e Fabio destacaram o episódio ocorrido no domingo de Páscoa em Guarapuava. Para o ex-procurador a polícia precisa fazer uso de inteligência e tecnologia apropriada. “Prever a ação dos bandidos é uma forma de evitar que eventuais situações como a do fim de semana voltem a acontecer”. 

Fábio destaca a atuação competente dos policiais da cidade, parabenizando o plano de contingência abordado. “Mesmo com equipamentos defasados em comparação aos bandidos, as táticas usadas surtiram efeito e evitaram um confronto ainda maior”.   

Bandidos de toga  

Sediado em Curitiba, o processo da Lava Jato teve o suporte de procuradores, juízes e magistrados especialistas das áreas investigadas. Deltan revela que após ter se dedicado ao processo, foi responsabilizado pelo Superior Tribunal Federal (STF), por gastos adquiridos. “Combater a corrupção no Brasil é perigoso, pois o sistema que proibiu a condenação em segunda instância quer vingança, para que no futuro nenhum procurador ouse enfrentá-la”. 

“Lutarei contra bandidos de toga, os quais utilizam a vestimenta para cometer irregularidades, absurdos e arbítrios, e com apoio da sociedade sou pré-candidato a uma cadeira no Congresso Nacional, para fazer a diferença”, enfatiza Deltan.  

Movimento 200 + 

O ex-tenente Fábio, falou sobre o Movimento 200+ e citou que o projeto está atrelado às dez medidas contra a corrupção. “Em resumo, as medidas propõem tornar as punições contra corruptos mais severas, e tiveram o respaldo da sociedade através de 2,3 milhões de assinaturas coletadas por um abaixo assinado do Projeto Mude, Chega de Corrupção, o qual acabou sendo desvirtuado em 2016”.  

Com a experiência negativa adquirida, surge a ideia de renovação com o Movimento 200+, que visa eleger 200 deputados e senadores alinhados com a pauta anticorrupção em 2022.  

“Esse projeto não tem dono, ele é da sociedade civil, e nós estamos divulgando para a população. Na semana que vem será lançado o site do Movimento, onde estarão disponíveis todas as informações, que são baseadas em três pontos principais: redução ou extinção do fundo eleitoral; combate a corrupção resgatando a prisão em segunda instância e a extinção do foro privilegiado; e o terceiro ponto é a preparação dos candidatos”, afirma Fábio.  

Esse movimento é suprapartidário, e Deltan destaca que essas 200 pessoas que serão escolhidas são de diferentes partidos. “Um ponto importante a destacar, é que esse site que será lançado, terá uma aba onde você pode assinar como cidadão que só votará em candidatos que preencham estes três requisitos. E no dia 16 de agosto haverá uma nova aba disponível com os candidatos de todos os estados, que preenchem os requisitos do movimento”, afirma.  

Fábio reforça que o projeto só dará certo, se a população que lá atrás assinou o abaixo assinado, participar novamente e se engajar nessa mudança, sendo o multiplicador dessa ideia.  

Conforme Fábio, quando se pensou o Movimento 200 +, visou-se primeiramente o Senado e o Congresso, mas daqui a dois anos busca-se atingir as Assembleias Legislativas dos Estados, pois percebeu-se um anseio da população para que haja a renovação em todas as esferas. “Em primeira mão divulgo que no Paraná será viabilizado a primeira mudança na Assembleia, com o projeto 200+. A ideia de não utilizarmos a maioria absoluta, mas o suficiente para constranger e mudar a perspectiva dos indecisos”, finaliza.   

Foto: Correio do Povo do Paraná

Mensagem 

Deltan enfatizou que se queremos colher um Brasil melhor, precisamos plantar. “A hora de plantar é agora, um Brasil sem corrupção é o Brasil dos brasileiros, um Brasil sem corrupção é mais saúde, educação, escola, mais tratamento, mais vida, e que esse ano possamos colher essa vitória contra a corrupção e incompetência”. Para Fábio o momento é de expectativa, e ele espera que se conseguir ser bem sucedido na eleição, olhará com carinho para região aceitando essa missão de legislar pelo povo.  

Para participar do movimento siga as redes sociais dos pré-candidatos, onde será divulgado o movimento e seus desdobramentos.

Confira a entrevista completa em nosso canal no youtube:

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail