Saúde da Mulher foi tema de palestra

Com o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida mulheres do agronegócio de Quedas do Iguaçu, de maneira geral,  a

Com o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida mulheres do agronegócio de Quedas do Iguaçu, de maneira geral,  a empresa Terra Cereais promoveu na última terça-feira (15), uma palestra sobre a saúde no campo. Na ocasião, também foi realizada a comemoração do Dia do Cliente.

O evento no Centro Cultural reuniu alguns especialistas que esclareceram dúvidas e deram dicas para amenizar sintomas dessa fase de transformação a qual toda mulher saudável é submetida.

A abertura ficou por conta da engenheira agrônoma Nilva Alves, responsável por introduzir o tema “A saúde da mulher no campo” e destacar a importância da palestra.

Logo após a abertura, ocorreu  uma palestra ministrada pelo médico Felipe Deben Scarsanella, que enfatizou a importância da realização dos exames de cunho preventivo e o cuidado que todos nós devemos ter com nosso corpo. O palestrante falou sobre aceitação, sintomas, exames necessários, reposição hormonal, entre outros.

Dirigida às mulheres, a palestra mostrou as etapas da vida e algumas dicas de como cuidar da saúde, como também dos problemas na relação sexual. “Esclarecemos como é realizado e qual objetivo do exame papanicolau. O câncer de colo uterino, quando diagnosticado em seu estágio inicial, tem cura. Explicamos também como a mulher pode realizar o autoexame de mama”.

O médico apostou no bom humor na palestra sobre mudanças fisiológicas e patológicas no climatério: usando exemplos do dia a dia, especialmente sobre relacionamentos com maridos e filhos, ele falou sobre as alterações hormonais vivenciadas pelas mulheres ao longo da vida, da pré-menopausa à pós-menopausa.

Com empatia e numa linguagem direta, ele abordou situações cotidianas para esclarecer as funções do estrogênio – hormônio sexual que confere todas as características femininas das mulheres. Além disso, Felipe desmistificou o envelhecimento como condição preponderante para perda da qualidade de vida da mulher e tratou a sexualidade como algo bem maior do que o simples ato sexual: “A sexualidade está no amor, no carinho, na motivação das relações interpessoais. Por isso é importante o diálogo, por isso é importante conhecer seu parceiro para que a vida do casal não seja prejudicada pela rotina”.

“É claro que há turbulências, mas é preciso entender que essa é uma fase de transformação”, finalizou Scarsanella.