APAE de Guaraniaçu realiza a tradicional Feira de Mudas

Para a diretora Maricléia, a feira vai além de arrecadar dinheiro para a instituição, pois serve também de incentivo para que os alunos cultivem e preservem a natureza

Surgida há 15 anos em uma parceria da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), e o Viveiro Daneluz de São Jorge D’Oeste, a tradicional Feira de Mudas acontece novamente entre os dias cinco e nove de abril.

Em entrevista ao Correio do Povo, a diretora da APAE, Maricléia Gemelli fala sobre a importância de cultivar as mudas e o exemplo dado aos alunos. “Nos alegra muito em promover essa feira, pois além do retorno em dinheiro, a população guaraniaçuense marca presença em todas as edições”.

Conforme ela, o intuito principal é arrecadar recursos financeiros para a manutenção de serviços prestados pela APAE de Guaraniaçu e de Diamante do Sul complementando os valores recebidos por meio de parcerias com os órgãos públicos, e de doações recebidas pela entidade por pessoas da comunidade. “Além do dinheiro, sabemos da importância para nossos alunos, pois serve de incentivo para cultivar a natureza”, enfatiza.

Procura

Para Maricléia, a visibilidade recebida pela comunidade é de grande importância para a APAE, motivando sempre a promoção do evento ao passar dos anos. “Os agricultores marcaram presença em todas as edições, e sei que esse ano não será diferente. O fato de possuirmos uma área rural muito grande nos dá a certeza que a procura pelas mudas frutíferas, principalmente, será grande, já que além do consumo próprio, serve também para o incremento da economia familiar”.

Conforme ela, os alunos também participam do evento, seja nas visitas à própria feira, na execução de projetos, oficinas de jardinagem e horticultura.

“Atualmente, realizamos três feiras por ano, por conta da melhor época de plantio de cada variedade comercializada, e temos algumas que estão presentes em todas as feiras. As plantas comercializadas, em geral, são ambientadas ao clima de nosso município, e por isso, quem adquire as nossas mudas não tem perda no que se refere ao plantio das mesmas. Além disso, outro fator que garante o sucesso de nosso evento é a grande variedade e quantidade de mudas expostas, o que possibilita a escolha das mudas pela população”, enfatiza Maricléia.

Preservação ambiental

A diretora complementa que a preservação ambiental é um dos objetivos da promoção do evento, servindo de incentivo à população. “Quando percebemos a importância na produtividade das terras, muitas vezes sem uma conscientização da sustentabilidade, entendemos o que precisa ser feito”.

“Mesmo quando cultivamos apenas as plantas em nossa casa, jardim ou quintal, já incentivamos nossos filhos e o que está ao nosso redor para praticar ações da mesma modalidade”, afirma Maricléia.

Ela ressalta que as mudas expostas possuem acompanhamento de um técnico, que dá as orientações necessárias sobre a espécie ofertada. As mesmas são expostas com liberação dos órgãos sanitários responsáveis, no caso das plantas, a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

Expectativa

A expectativa de venda é grande, visto a importância da instituição do município e o carinho da população para com os alunos. “Fica o convite para a população de Guaraniaçu e região para prestigiar a nossa feira, adquirir mudas de boa qualidade e procedência, e assim poder enfeitar sua casa, seu jardim, ou plantar mudas para daqui há algum tempo aproveitar de suas frutas, para consumo junto da sua família ou para comercialização. Como um gesto de solidariedade e de compromisso social, colaborarem  com a APAE, que atende a nossa população à mais de 40 anos”, finaliza Maricléia.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail