Campanha de valorização do comércio promete geração de emprego e renda em Espigão

O objetivo do projeto é subsidiar ações na Saúde, Educação, Agricultura e Segurança a partir de impostos gerados por empresas e comércios

Prefeitura de Espigão lançou um programa chamado “Chegou a Hora de Valorizarmos o Comércio Local” – campanha que pretende distribuir cerca de R$ 20 mil em prêmios e tem por objetivo fomentar o mercado local e conscientizar a população da importância da Nota fiscal e a inclusão de novas empresas.

Para apresentação do programa, que tem como lema a frase “ao comprar aqui, você promove o desenvolvimento de Espigão Alto do Iguaçu, gera empregos e renda”, a prefeitura realizou um café da manhã neste sábado (07). No evento, foi confirmado que as empresas e comércios fortalecidos gerarão impostos que subsidiarão ações na Saúde, Educação, Agricultura e Segurança; gerando novas oportunidades de negócios e expansão.

O prefeito Agenor Bertoncelo ressaltou que é necessário que haja implantação de ações que visem o fortalecimento das empresas do município. De acordo com o gestor, as medidas também vieram em um momento de superação aos efeitos da economia que ficou paralisada devido a pandemia de Covid-19 e a intenção agora é preparar os lojistas e prestadores de serviços para a retomada das atividades.

“Como poder público municipal precisamos criar um movimento de reciprocidade, de valorização e compreensão, de fomento às vendas, de estímulo ao comércio local, na cidade, bairros e interior, valorizando assim nossas empresas, nossa gente”, reafirmou ele.

Estiveram presentes no evento o vice-prefeito, José N. Zgoda; os secretários municipais Jucemar Mendes de Jesus (Saúde), Roze de Souza (Assistência Social); presidente da Câmara de vereadores, Edimir Czechoski “Chuvisco” e os vereadores Solange Zgoda, Odelcio Cecatto, Rogério Wieczorkowski (Porca Véia), Nilson Viera, Liamara Andreiv e Renê Fernandes (Rentio).

Legalidade

O programa que será aplicado na cidade tem como base de exemplo uma cidade do Rio Grande do Sul, que conta atualmente com 3,2 mil habitantes. Um projeto de Lei que vai regulamentar o programa deverá ser enviado à Câmara de vereadores nos próximos dias, que tem como objetivo também de aumentar o índice de participação na arrecadação Estadual de Impostos, bem como a arrecadação municipal.

Todo comércio de Espigão, prestadores de serviços e produtores rurais poderão participar da campanha, sem custo de adesão. A cada R$ 50 em compras feitas no período da campanha dará direito a um cupom ao consumidor.

O departamento de comunicação apresentou alguns pontos do programa, que terá o alinhamento das empresas que vão participar da campanha, com supervisão de uma comissão eleita pelos empresários e lojistas presentes no evento.

Redes sociais

Segundo a assessoria de imprensa de Espigão, é necessário mobilizar a sociedade e criar uma verdadeira rede de suporte ao comércio local, estimulando a economia da região. Por isso, serão estimuladas campanhas nas redes sociais (Facebook- Site- WhatsApp, Instagram e Meios de Comunicações), para conquistar o apoio aos pequenos negócios neste momento – que podem contribuir pela compra ou auxiliando na divulgação. “Essa é a melhor forma de enfrentarmos juntos a crise do Coronavírus”, concluíram.

Cronograma da campanha

A campanha de valorização do comércio local terá início no dia 01 de setembro e vai até dia 31 de dezembro de 2021. Ao todo, serão dez sorteios de prêmios aos consumidores.

As empresas que desejarem participar da campanha deverão assinar um Termo de Compromisso e assim terão direito as cartela (Blocos de cupons) e materiais de divulgação da campanha, gratuitamente.

Compre dos pequenos

“Uma das principais maneiras de auxiliar os empreendedores em meio à crise é comprando nas empresas locais”, comentou Agenor. “Mesmo com as portas fechadas, muitas seguem atendendo aos clientes através do serviço de delivery ou para retirada, como supermercados, restaurantes, lancherias, pizzarias e docerias”.

Ele ressaltou ainda que todos precisam comprar itens básicos, como comida e produtos de higiene e limpeza. Por isso, adicionou “pesquisem quais estabelecimentos da sua rua, bairro e cidade estão em funcionamento e os priorize”.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail