Com mais de 100 mil vagas formais de empregos, Estado atinge melhor resultado desde 2011

O Paraná foi o quarto estado brasileiro que mais gerou empregos no primeiro semestre de 2021, com um saldo de

O Paraná foi o quarto estado brasileiro que mais gerou empregos no primeiro semestre de 2021, com um saldo de 118.316 vagas abertas entre janeiro e junho. É o melhor desempenho do Estado para o período desde 2011, e também a primeira vez que o saldo nos primeiros seis meses do ano ultrapassa a marca de 100 mil vagas formais.

Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (29) pelo Ministério do Trabalho, o Estado também atingiu um bom resultado no mês de junho, com a criação de 15.858 postos de trabalho com carteira assinada, maior saldo da região Sul e novamente a quarta posição no País. Foi também o melhor desempenho para o mês nos últimos 11 anos.

“Temos comemorados resultados históricos na geração de empregos a cada período. Tivemos o melhor trimestre, o melhor quadrimestre e agora também o melhor semestre da história do Paraná”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

“Isso demonstra que o Estado está se recuperando do forte impacto da pandemia na economia, graças à força do nosso setor produtivo e o trabalho intenso do Governo na atração de investimentos e no auxílio aos trabalhadores”, destaca.

Saldo

O saldo do semestre se refere à diferença entre as 752.694 admissões e 634.378 desligamentos no período. Já no mês passado, 117.295 pessoas foram contratadas do Paraná, enquanto 101.437 foram demitidas. No acumulado dos últimos 12 meses, o saldo de empregos formais no Estado é de 219.370 vagas.

O Estado acumula saldos positivos na geração de empregos ao longo de todo o ano de 2021. Os 118.316 postos formais abertos nos semestres são a somatória dos meses de janeiro (25.105), fevereiro (41.453), março (10.600), abril (9.773), maio (15.527) e junho (15.858). No mesmo período do ano passado, quando o impacto da pandemia de Covid-19 foi mais forte no setor produtivo, o Estado fechou o semestre com saldo negativo de 49.708.

“Os números do Paraná estão excelentes em relação à empregabilidade. Em junho ficamos atrás, na geração de empregos, de apenas três estados que são bem mais populosos, e fomos o número um na região Sul”, salientou o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Melhor semestre

Até então, o melhor desempenho do Paraná no acumulado dos primeiros seis meses tinha sido em 2011, quando 93.085 postos foram abertos no Estado. Os números foram baixando gradualmente nos anos seguintes, até atingir saldo negativo de -16.512 vagas no primeiro semestre de 2016.

A retomada na abertura dos postos de trabalho nos anos seguintes foi interrompida pela pandemia. De janeiro a junho de 2020, 49.708 vagas foram fechadas no Estado. A recuperação, porém, veio nos meses seguintes, até culminar nas 118.316 vagas abertas do último semestre.

O Paraná também comemora o melhor mês de junho na criação de postos de trabalho desde 2011. Naquele ano, o melhor até então, o número de vagas criadas foi bem inferior ao atual: 6.777. Após cinco anos com saldos negativos no mês, o Estado vem há três anos melhorando o desempenho. O saldo em junho de 2019 foi de 158 postos, passou para 2.829 em junho de 2020 e chegou às 15.884 neste ano.