Comunidade de Santa Emília, em Pinhão, terá água tratada

Na última quinta-feira (26) aconteceu a primeira reunião sobre a instalação de um poço artesiano para atendimento da comunidade Santa

Na última quinta-feira (26) aconteceu a primeira reunião sobre a instalação de um poço artesiano para atendimento da comunidade Santa Emília. Essa água terá o tratamento feito pela Sanepar, o que é um grande sonho realizado para os moradores.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Urbanismo e Habitação, Osmar Piva, isso acontecerá através de uma parceria com a Remasa e Sanepar.

“Estivemos reunidos com representantes da empresa Remasa, com o  gerente de planejamento e silvicultura, Sr. Anderson Wantroba; Leonardo Nunes da Rocha que é assistente florestal da parte fundiária e Renata Coutinho Burda, engenheira Florestal. Nesta primeira reunião não contamos ainda com representantes da Sanepar pois temos alguns critérios a serem cumpridos para a realização da parceria”, contou Piva.

Exigências

Conforme o secretário, o “Poço” terá que ter uma vazão testada no mínimo 24 horas, será necessário também um teste da água e uma casa química conforme projeto da Sanepar. No caso de Santa Emília, será de pequeno porte, somente para o tratamento da água, mas tem que ter um padrão de energia elétrica no local do poço, para quando for ligar com a parte elétrica.

“O terreno terá que ser doado ao município para que essas instalações sejam realizadas, são exigências da Sanepar por meio do seu diretor regional, Adão Alisson Slombo. Tudo isso já está encaminhado e a população local terá uma pequena contribuição para o pagamento das despesas de energia, todos concordaram e agora seguem os trâmites para darmos início a realização do sonho daquela comunidade”, disse Piva.