“Muito cedo para começar”, diz supervisor do Umuarama sobre a Série Ouro

Com hospitais superlotados na cidade, dirigente pediu o adiamento da estreia da equipe no estadual, agendada para o dia 20, contra o Operário Laranjeiras

A estreia de Operário Laranjeiras e Umuarama, na Série Ouro do Campeonato Paranaense de Futsal, não vai acontecer no dia 20, como previsto. Isso porque o município de Umuarama enfrenta uma situação delicada na pandemia e o clube suspendeu os treinos e pediu à Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS) o adiamento da partida. O duelo agora deve ser disputado em 5 de abril. Com isso, o primeiro jogo do time treinado por Nei Victor será contra o Toledo, fora de casa, no dia 30 de março.

De acordo com o supervisor da equipe, Marcos Paulo, não há uma previsão de quando a equipe poderá retomar as atividades. “Não temos garantia de nada. A Federação marcou os jogos, mas sabemos que a situação no Paraná não é boa. Precisamos trabalhar dia-a-dia. Os hospitais têm filas e não têm leitos”, diz.

“É cedo para começar jogos”

Marcos explicou ao Correio que, embora o decreto municipal permita a realização de treinamentos e jogos, decidiu respeitar um pedido do prefeito Celso Pozzobom de que suspendesse as atividades, já que utiliza a estrutura do Ginásio Amário Vieira da Costa, que é público.

“Espero que nas próximas semanas a situação melhore e então estrearemos. É muito cedo para começar jogos, sem ter a segurança de leitos disponíveis. Estamos tratando das vidas de quem estará trabalhando no campeonato. Acredito que seja difícil fazerem as partidas – podem até fazer, mas correndo um risco grande de infecção nas pessoas”. 

Números da pandemia em Umuarama

No final da tarde desta sexta-feira (12), Umuarama confirmou 49 novos casos da Covid-19, elevando para 8.247 o total de infectados desde março do ano passado. 99 pessoas já morreram em decorrência da doença e os hospitais estão superlotados. 

“O vírus está mais forte. Antes, víamos-o em idosos, e crianças e jovens são internados e perdem suas vidas. Temos consciência dos compromissos com nossos patrocinadores e colaboradores. Temos consciência que se os jogos não começarem, seremos prejudicados do ponto de vista financeiro, mas precisamos ter cautela com a segurança de todos”, concluiu Marcos Paulo.

Operário se pronuncia 

Em entrevista ao Correio do Povo do Paraná, o presidente do Operário Laranjeiras, Leoni Luiz Meletti, o ‘Tilim’, disse que “não há o que ser feito” em relação ao adiamento do jogo, mas que aguarda, para as próximas semanas, um decreto do governador Ratinho Junior que possibilite a Série Ouro. “Torcemos que ele repita o que fez em 2020 e façamos os jogos antes das 20 horas. O que não podemos, depois, é retornar fazendo três jogos em oito dias, isso, num início de temporada, arrebenta com os jogadores”.