Safra de grãos deve subir em 2022, segundo Conab

A safra de grãos pode subir até 6,4% em comparação com o período anterior

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) informou ontem (12) que a safra de grãos brasileira pode subir até 6,4% na comparação com o período anterior e deve alcançar 271,8 milhões de toneladas. A estimativa também aponta um ganho de 2,5 milhões de toneladas quando comparado com a estimativa publicada no mês anterior.

Essa melhora na produção é advinda da maior área plantada de milho da segunda safra, além do melhor desenvolvimento no final do ciclo nas lavouras. O levantamento da Conab diz que: “no final de abril, as culturas de primeira safra, estavam com a colheita praticamente finalizada, as de segunda safra, desde a fase de crescimento até o processo de colheita e as de terceira safra juntamente com as culturas de inverno, em fase inicial de plantio. Portanto, o resultado final do volume desta safra ainda depende do comportamento climático, fator preponderante para o desenvolvimento das culturas”.

Para o milho é esperada uma produção total 116,19 milhões de toneladas, elevação de 33,4% em comparação com a safra 2020/21.

A soja terá uma queda na produção, estimada em 123,8 milhões de toneladas, uma redução de 10,4% em relação à safra anterior.

Nas safras de feijão, a Conab estima alta de 8,14% em relação à safra anterior, com a produção ficando em 3,14 milhões.

As culturas de inverno, como aveia, canola, centeio, cevada, trigo e triticale, ainda apresentam uma plantação incipiente e devem somar 9,8 milhões de toneladas, das quais 8,1 milhões de trigo e 1,1 milhão de aveia.

A Conab informou que a atual safra é estimada em 73,7 milhões de hectares, crescimento de 5,6% se comparada à safra 2020/21. Os maiores incrementos são observados na soja (4,4% ou 1,73 milhão de hectares), e no milho (9,4% ou 1,87 milhão de hectares).

As estimativas de importação para produtos como o feijão foram mantidas em 200 mil toneladas e soja em 77 milhões de toneladas.

“No caso do trigo, as informações ainda são referentes à safra 2021, que possui o ano comercial de agosto de 2021 a julho de 2022. Para o cereal, a expectativa de venda para o mercado internacional segue em 3 milhões de toneladas”, informa a Conab.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail