Operário liquida jogo no 1º tempo e vence o Umuarama fora de casa

300 quilômetros. Esse foi o percurso feito pelo Operário Laranjeiras, nesta segunda-feira (5) para conseguir a sua primeira vitória na

300 quilômetros. Esse foi o percurso feito pelo Operário Laranjeiras, nesta segunda-feira (5) para conseguir a sua primeira vitória na história na Série Ouro do Campeonato Paranaense de Futsal. Após perder na estreia, em casa, por 3×0 para o Cascavel, o time comandado por Luciano Bonfim foi ao Noroeste do estado e venceu o Umuarama por 3×1.

O jogo

O time de Nei Victor foi à quadra embalado pela estreia, quando venceu o Toledo, na casa do adversário, por 6×2. Só que a equipe foi surpreendida pelo atual campeão da Série Prata. O Rubrão resolveu o confronto no 1º tempo. A jogada que originou o 1º gol começou com o goleiro Veloso. Na tabela, São Pedro recebeu bola na entrada da área e abriu o placar. Depois, foi a vez de Marcelo Bigode servir Dodô, que ampliou: 2×0 para os laranjeirenses. Buscando correr atrás do prejuízo, o Umuarama se lançou ao ataque, mas esbarrou na boa postura defensiva dos visitantes. Zoio desarmou o time da casa e viu São Pedro encontrar a defesa adversária desprevenida: 3×0.

No 2º tempo, o Operário recuou. Com sete minutos jogados, Max chutou de fora da área, longe do alcance de Veloso, e diminuiu: 3×1. Restando cinco minutos, o Umuarama perdeu a oportunidade de confirmar a reação numa cobrança de pênalti, defendida por Veloso.

Como fica?

Operário e Umuarama ficam em situações idênticas no estadual. Os dois times têm três pontos em duas partidas disputadas. O Rubrão volta à quadra na sexta-feira (9), às 18 horas, no Laranjão, contra o Toledo. No mesmo dia e horário, o Umuarama recebe o Siqueira Campos.

O outro confronto entre os times

Esse foi o segundo confronto na história entre os clubes. Em março de 2019, pela 3ª rodada da Laranjeiras Cup, o Umuarama venceu por 4×1. Naquela ocasião, o Rubrão recém havia adentrado para o futsal e o torneio serviu como apresentação da equipe ao torcedor. Naquele ano, a equipe foi campeã da Série Bronze com mais de 80% de aproveitamento, enquanto o time de Nei Victor faturou a Taça FPFS.