Acontece Dia D de Combate a Dengue em Laranjeiras do Sul

Conforme o LIRAA, o bairro com mais incidência de contaminação no município é o Água Verde e por isso foi o primeiro a ser vistoriado

Aconteceu na manhã de ontem (14) o Dia D de Combate a Dengue em Laranjeiras do Sul. A equipe de endemias reuniu no Posto de Saúde do Água Verde, os Agentes de Combate de Endemias (ACEs), Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e voluntários do Comitê gestor contra a Dengue, para dar início às visitas de prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Quem fez questão de marcar presença e dar apoio aos agentes, foi o ex-secretário de Saúde e vice-prefeito Valdemir Scarpari, que por muitas vezes já participou de Dia D.

Scarpari fala da importância da ajuda da população no combate e destaca também que a preocupação com o mosquito deve permanecer o ano todo. “As larvas hoje em dia estão mais resistentes, no passado elas e o mosquito adulto acabavam morrendo nessas épocas mais frias, hoje em dia não mais. O mosquito adulto até morre mas as larvas ficam ali depositadas e depois voltam, então é necessário esse cuidado”.

Outro ponto levantado pelo vice-prefeito é que muitas vezes os agentes não são bem recebidos nas residências, porque as pessoas pensam que eles vão lá para tumultuar, mas, na verdade, o objetivo é ajudar. “É essa é a consciência que eu peço, tenham esse entendimento de que os agentes vão na sua residência para orientar e ajudar você, sua família e seus vizinhos a se prevenirem contra o Aedes”.

O vereador Valmir Trindade Sete, que atua como agente e coordenador de endemias, explicou que através do Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAA) constatou-se que o bairro Água Verde é o que registra maior índice de contaminação. “Por isso, justamente iniciamos esse trabalho de prevenção e orientação nessa localidade. Aproximadamente 500 imóveis foram visitados”. Ele destaca ainda que no próximo dia 9, esse trabalho será feito na segunda localidade com maior infestação. “Fazemos esse trabalho conforme o índice decrescente”.

O coordenador de endemias ainda menciona que a situação da cidade já é considerada infestada, pois . “A partir do momento em que, qualquer município apresenta mais que 1% de casos já é considerado infestação. No nosso caso, foi encontrado em todos os bairros, alguns com índice maior ou menor. E tivemos sim notificação de pessoas doentes, só este ano tivemos 11 casos em Laranjeiras, sendo sete casos importados de outras cidades contaminadas e quatro casos locais, em que as pessoas contraíram dentro do município”.

Atualmente na cidade atua um comitê gestor contra a dengue presidido pelo pastor Márcio de Jesus Ribeiro. “O comitê tem por finalidade trabalhar, dentro da visão do município, nas campanhas. São vários órgãos são vários e departamentos ali representados, como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), instituições religiosas, secretaria de Educação e vários outros setores engajados. Também pretendemos trabalhar com a conscientização nos sinaleiros e com as demais associações”.             Todas essas ações têm por objetivo não deixar que a doença se propague no município, mas que aja uma considerável diminuição de incidência de casos. Finaliza o vice-prefeito Scarpari reiterando a responsabilidade da população nessas ações de prevenção.“Depende também de nós, termos uma cultura um pouco mais avançada nesse sentido e cuidar do nosso próprio quintal e também orientar o vizinho quando ele não cuida. E até mesmo cobrar que ele também faça porque se eu cuido do meu quintal e meu vizinho não, continuo correndo risco também. Eu acho que todo mundo unido a gente combata o Aedes Aegypti.”

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail