Operário Laranjeiras perde o segundo jogo em casa contra o Marechal Rondon

O time chegou para este jogo com alguns desfalques, Dodô e Valtinho machucados o goleiro Veloso que foi expulso no jogo anterior

No sábado (19) aconteceu no Ginásio Laranjão, a segunda partida do Operário Laranjeiras Futsal, pelo Campeonato Paranaense. O time do técnico Luciano Bonfim, enfrentou o Marechal Rondon num jogo acirrado.

O OLF chegou para este jogo com alguns desfalques, Dodô e Valtinho machucados, e o goleiro Veloso que foi expulso no jogo anterior contra o Ampére.

O time adversário trouxe para este jogo, atletas do sub-20, que se misturam com os do elenco atual, e estão na expectativa para jogar a Liga Nacional de Futsal este ano.

Escalação

Operário: goleiro Ari (02), Rafinha (89), Bigode (17), São Pedro (13), Dario (04). Reservas: Zóio (09) Haap (14), Kevin (28), Ian (21), Gabriel (07), Gui Marques (99), Zé Eduardo (01), Tomas (08). Técnico: Luciano Bonfim.

Marechal Rondon: goleiro Índio (27), Caique (15), Biro (08), Murilo (15), Luan (11). Reservas: Eric (03), Bruno (94), Gui Falcão (12), João Machado (70), Quixere (05), Bicão (22), Dhjeslei (56), Gilvan (99), Alisson (55). Técnico: Roberto Nunes.

Primeiro tempo

O Operário entrou em campo com o uniforme padrão, e fez-se um minuto de silêncio pelas vítimas da Covid-19. Jogo começou com domínio de bola do Marechal, e o Operário apostou na defesa com São Pedro tentando as primeiras finalizações. Na primeira tentativa de gol do OLF a bola vai fora.

Numa jogada errada de Bigode para São Pedro, o Marechal recuperou a bola, e o árbitro marcou lateral. Rafinha em uma finalização que foi para fora, quase abre o placar para o OLF.

Dario tentou o gol mas o goleiro Índio do Marechal espalmou, e marcou-se escanteio pro Operário. Rafinha tocou errado para Dario, que no erro recuperou e abriu o placar para o OLF, alegrando a torcida.

O jogo seguiu disputado, e houveram mudanças no Marechal com a entrada de Gui Falcão e Bicão, e no Operário Zóio, Tomas e Kevin.

O goleiro Ari recomeçou as jogadas para o OLF, porém numa distração do próprio goleiro, o Marechal empatou o jogo. Para reforçar o OLF, o técnico Luciano colocou Haap, e numa saída errada de Ari, o Marechal fez mais um gol, ficando a frente no placar por 2×1.

Ian e Rafinha entraram para ajudar o OLF, que continuou na marcação do goleiro linha, em jogadas perde e ganha, Tomas empatou para o OLF e ficou tudo igual.

Marechal cometeu muitas faltas, e Bonfim colocou Gabriel Darici em quadra. A arbitragem marcou a saída de bola , e Darici marcou a segunda falta pro OLF.

Nos últimos segundos Kevin tenta mais um gol pro Operário, mas a bola vai na trave.

Análise primeiro tempo

O jogador Rafinha afirma que este primeiro tempo foi um pouco mais disputado do que o normal. “Estamos muito bem na partida e ganhando de 1×0, e no decorrer do jogo aproveitamos um erro do outro time também, e agora está tudo igual, e voltamos pro segundo tempo com mais vontade de ganhar”.

Segundo tempo

O OLF começou dominando a bola, e o jogo seguiu no perde e ganha. Bigode encara a marcação e tentou gol mas a bola foi fora. O Marechal aperta a marcação e quase faz o terceiro gol. A defesa do OLF afastou as jogadas e fechou a marcação, e numa nova tentativa de gol a bola passa longe.

Marechal continuou tentando novas finalizações, e o goleiro Ari salvou. O jogo continuou amarrado e Rafinha cometeu mais uma falta em cima de Gui Falcão.

Em mais uma tentativa de bola do OLF no fundo da quadra, o goleiro Índio salvou. Tomas fez uma defesa sozinho para o OLF.

Em lateral para o Operário Tomas cadenciou o jogo para Haap, que tentou mais uma finalização mas errou. O Marechal carregou a bola para quadra adversária, e numa distração da defesa do OLF, Alisson fez o terceiro gol pro MCR.

Aproveitando a comemoração do MCR e que a defesa não estava marcando, Dario empatou o placar para o Operário, em 3×3. Numa outra tentativa de aumentar o placar, Índio defendeu a bola de Gabriel Darici.

O jogo continuou crítico, de um lado marcação e do outro defesa, numa jogada ensaiada houve falta pro OLF, e bola fora do Tomas. O MCR com pressa traça uma bola cruzada, e num contra ataque faz o quarto gol do time e vence o jogo por 4×3.

Análise segundo tempo

O técnico Luciano Bonfim ressalta que os jogadores tiveram um curto período de tempo para se adaptarem às novas regras. “Dentro de um mês de treinos fizemos dois amistosos para podermos corrigir a parte técnica, física e tática. Temos uma chave bem forte, com vários jogos fora de casa, e por ser um campeonato longo, vamos evoluir gradativamente, não estamos no nosso ideal, nem físico, nem técnico, nem tático, mas no mínimo para que possamos fazer os melhores jogos”, conclui. 

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail