Outras duas pessoas são presas pelo assassinato de Ênio Pasqualin

No último dia 20 a polícia já havia prendido um dos envolvidos na cidade de Chopinzinho

Em nota a Polícia Civil de Laranjeiras do Sul esclarece o assassinato de Ênio Pasqualin que ocorreu no dia 25 de outubro em Rio Bonito do Iguaçu.

Hoje (26) a Polícia Civil de Laranjeiras do Sul, através do Grupo de Diligências Especiais (GDE), realizou ação simultânea nas cidades de Pato Branco e São Marcos, no Rio Grande do Sul, onde foram presos dois acusados, um em cada uma dessas cidades.

A ação no  Rio Grande do Sul contou com apoio da Polícia Civil e da Polícia Militar de São Marcos para a realização da captura do suposto co-executor. O homem preso em Pato Branco é apontado como mentor e contratante dos outros dois acusados.

Crime

Segundo as investigações, um dos executores devia cerca de R$800 ao contratante que como pagamento da dívida encomendou a morte da vítima. No dia do crime, o contratante forneceu as armas de fogo e levou a dupla de executores até as cercanias da propriedade da vítima,deixando a fuga a cargo da dupla. 

Os executores, aproveitaram a ocasião e roubaram Ênio e seus familiares, levando-o até um local ermo onde o mataram com um único disparo nas costas.

Após praticarem os crimes, os executores ainda contaram com o auxílio do contratante, que os aguardavam na cidade de Chopinzinho e foi ele quem os buscou na zona rural de Mangueirinha quando abandonaram a camionete.

Motivação

Os executores do crime sequer conheciam a vítima, ao passo que o contratante teria animosidade com ele em virtude de um desentendimento no passado devido a um problema que teria ocorrido com um lote de um familiar. Aos executores, no entanto, o contratante teria alegado que o fato se tratava da vingança pela morte do irmão dele, ocorrida no ano passado.

Embora o fato ainda esteja sob investigação, não há nenhum indício de que a vítima tenha tido qualquer envolvimento com a morte do irmão do contratante.

Amanhã o inquérito policial será relatado e concluído e os três presos ficarão à disposição da Justiça.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail