Secretaria de Saúde presta contas do primeiro quadrimestre de 2022

Audiência Pública foi realizada no Palácio do Território Federal do Iguaçu

A Comissão de Saúde da Câmara de Laranjeiras realizou no dia 27 de maio, no Palácio do Território Federal do Iguaçu, uma Audiência Pública para análise da aplicação dos recursos da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA) referente ao primeiro quadrimestre de 2022. A prestação de contas é uma exigência legal estabelecida pelo Decreto Federal 1.651/1995, a qual determina que os gestores da saúde devem, a cada quatro meses, prestar contas das atividades realizadas no período às respectivas Casas Legislativas.

Conforme os dados apresentados pelo secretário de Saúde, Valdecir Valicki, foram mais de 26 mil consultas médicas, 86 mil procedimentos realizados nas unidades pelas equipes de enfermagem e odontologia, 38 mil visitas de agentes de saúde e endemias, 1,9 milhão de medicamentos dispensados, 566 internamentos de urgências, 133 internamentos para cirurgias eletivas, 24 mil exames realizados, 20 mil vacinas aplicadas, 205 nascimentos registrados e 87 óbitos registrados, sendo 11 por complicações da Covid-19.

Covid

A SEMUSA ainda apresentou a situação atual da pandemia no município, junto ao relatório de recursos recebidos, despesas pagas e doações recebidas referente ao coronavírus. Conforme o relatório, nos últimos quatro meses Laranjeiras do Sul realizou 2.667 exames para Covid-19, além de registrar 2.310 casos positivados – 1.884 a mais que no último quadrimestre de 2021. De acordo com Valicki, os dados subiram, sobretudo, no início do ano, muito embora o avanço da vacinação tenha auxiliado a recuperação de grande parte dos pacientes.

Cirurgias

Outro destaque foram debates sobre cirurgias eletivas. As áreas de maior demanda são os procedimentos ortopédicos e de cataratas. Conforme Valicki as intervenções voltaram a ser realizados, sendo que os dois hospitais do município, Instituto São José e o Centro Médico Hospitalar São Lucas têm atuado para atender aos pacientes. “Não é possível detalhar uma previsão para amparar a todos, dado os dois anos de paralisação por conta da covid-19, mas os procedimentos – de responsabilidade do Governo Estadual – estão sendo feitos”, concluiu o Secretário, citando o Opera Paraná, um programa estadual que atenderá Laranjeiras do Sul com objetivo de diminuir as filas de espera e parte da demanda reprimida por conta da pandemia.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail