Soja começa a brotar e preocupa setor rural

Janeiro chuvoso esse. Em Laranjeiras do Sul, por exemplo, foram poucos os dias “limpos”. Até ontem (27), por exemplo, já

Janeiro chuvoso esse. Em Laranjeiras do Sul, por exemplo, foram poucos os dias “limpos”. Até ontem (27), por exemplo, já eram 12 dias seguidos de chuvas no município. E sabe aquele provérbio popular de que “tudo que é demais, é ruim”, pois na agricultura ele é válido. Dezembro foi marcado por um período de estiagem – preocupante para os produtores de grãos.

O excesso de umidade faz a alegria de fungos e bactérias, que encontram condições favoráveis ao seu desenvolvimento. Nesse caso, qualquer fase do ciclo da lavoura pode ser afetada negativamente

Soja

Na soja, por exemplo, ainda não trata-se de situação caótica, mas as áreas plantadas já começam a registrar brotos nas sementes. De acordo com as informações da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab), se a frequência de chuvas persistir, as perdas podem ser severas. Nos municípios que compõem a regional da Seab de Laranjeiras do Sul – Diamante do Sul, Espigão Alto do Iguaçu, Guaraniaçu, Laranjeiras, Marquinho, Nova Laranjeiras, Porto Barreiro, Quedas do Iguaçu, Rio Bonito do Iguaçu e Virmond -, a expectativa de colheita para a próxima safra é de 507,5 toneladas de soja.

Existe a necessidade real de que os próximos dias na região sejam de sol, para que os produtores possam desempenhar trabalhos de cultivo nas plantas.

Feijão

Como o Correio do Povo do Paraná já adiantou em edições passadas, a situação é ainda mais delicada para os produtores de feijão. Agora, a Seab já estima que 50% das 2989 toneladas estimadas para a colheita estejam perdidas. “Temos 50% das áreas para colher na lavoura e pelo jeito o pessoal nem vai conseguir colher. A produtividade já estava ruim, e agora a colheita está comprometida”, comenta o técnico Edson Gonçalves.

A chuva, necessária para o desenvolvimento das plantas, acelera o estágio reprodutivo, mas em excesso danifica o solo, escoa o plantio e interfere na colheita. Um ponto importante é a perda de qualidade dos grãos, que pode impedir a valorização do produto.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail