Diamante do Sul: Darci Tirelli fala sobre as conquistas de seu terceiro mandato

“Todas as parcerias que estamos fazendo foram conseguidas em menos de três meses e já estão em andamento”, diz o prefeito

Em entrevista exclusiva ao Correio do Povo, Darci Tirelli prefeito de Diamante do Sul, fala sobre o seu retorno ao Executivo e relembra os primeiros mandatos.

Segundo o prefeito, quando assumiu o seu primeiro mandato em 2009, haviam muitas dificuldades financeiras, estruturais e sociais e graças a grandes parcerias com o Estado, deputados e outras instituições foi possível alavancar o município.

“De uma forma geral conseguimos liquidar as dívidas e estruturar, colocamos o município para se desenvolver, estivemos à frente de Diamante por oito anos, de 2009 à 2016. Agora que recebemos o município novamente temos que remodelar para o jeito que administramos’’, relata.

Nos quatro anos que esteve ausente da prefeitura Darci diz que o município paralisou, não se desenvolveu e todas as benfeitorias que existem são da época de seu mandato, ele elencou algumas: asfalto, prefeitura, Câmara, escola, creche, carros, máquinas e posto de saúde. “Nós retornamos, recebemos uma folha de pagamento estourada, ainda estamos estruturando a equipe, pois o índice não permite, toda equipe tem uma responsabilidade e são todos funcionários competentes’’.

Secretarias

As secretarias de Diamante estão divididas em Viação e Obras, Educação, Assistência Social, Saúde, Administração, Agricultura e Chefia de Gabinete. “A secretaria de Viação e Obras, é ocupada pelo vice-prefeito Edilson da Silva, isso para ter a redução de folha de pagamentos. Juntamos duas pastas: Saúde e educação, isso é temporário enquanto durar a pandemia. A redução de folha é muito difícil mas necessária’’, conta o prefeito.

Parcerias

Darci revela que serão feitos 4 km de asfalto com recursos próprios. Segundo ele o município já está em licitação com a Itaipu que é sua parceira. “Já adquirimos veículos e estamos arrumando todas as máquinas, pois não havia nenhuma em condições de uso quando assumimos a prefeitura. Para nós 4 km é bastante, pois o município é pequeno e ainda vamos revitalizar mais 6 km de estradas em pontos estratégicos’’.

Foi adquirido também um caminhão de lixo pois o lixo do município é levado até Cascavel. “Só tínhamos um caminhão, o investimento neste novo é de R$420 mil”.

Outra parceria também com a Itaipu é um poço de água na comunidade de Santo Antônio. “Todas as parcerias que estamos fazendo foram conseguidas em menos de três meses e já estão em andamento”, relata.

O prefeito conta ainda que fez parceria com uma empresa de Cascavel e colocou 40 vagas de emprego em chamativa. “Mais 100 vagas abriram. Já fizemos isso em 2011, na época, tínhamos até um ônibus para o transporte dos trabalhadores e era a prefeitura que fazia a manutenção com a empresa e funcionários. Chegamos a ter 300 trabalhadores beneficiados, caiu para 70 fora de nosso mandato, mas estamos ativando”.

Pandemia

Darci fala da realidade da pandemia, em seu ponto de vista se for analisado em termos administrativos e financeiros.  “O pessoal coloca em um contexto muito distorcido, em questão administrativa todos os prefeitos receberam mais dinheiro e houve uma redução muito grande de serviço prestado à população e isso pôde ser usado como uma ferramenta, falo de Diamante. Quando que teríamos dinheiro pra construir 4 km de asfalto com recursos próprios? Em 3 meses temos em caixa um valor que nunca tivemos’’, completa Tirelli.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail