Goioxim: prefeita Mari investe na infraestrutura para preparar a cidade para os projetos que virão

Em seu segundo mandato, ela diz que mesmo tendo uma continuidade de projetos e obras da gestão passada, o trabalho continua intenso e com novidades boas vindo em breve

A prefeita de Goioxim, Mari Terezinha da Silva, concedeu uma entrevista exclusiva ao Correio do Povo, onde contou um pouco de sua trajetória no município e as conquistas deste início de segundo mandato.

O trabalho e as obras em Goioxim, mesmo em um momento de pandemia estão a todo vapor, mas Mari diz que não se pode jogar os confetes no seu próprio trabalho. “Na verdade quem tem que avaliar nosso trabalho e o que a equipe realiza, é a população. Deus sempre coloca as coisas na hora certa e no lugar certo e nos colocou a frente do município mais uma vez, para dar continuidade aos trabalhos”, diz.

Otimização financeira

A prefeita afirma que mesmo em um momento como este, não se pode cruzar os braços e deixar de trabalhar. “Não nos acovardamos em meio aos desafios e quanto a gestão, está sendo reformulada, tivemos que nos reprogramar, enxugamos as secretarias, no total tínhamos 11, agora passamos para 9”.

Segundo ela, devido a pandemia que impossibilitou projetos em de algumas secretarias, o número total pôde ser enxugado e alguns secretários estão cuidando de mais de uma. “Na verdade a gente delegou funções tanto para determinados secretários como para outros servidores também. Fizemos isso pensando em otimizar o financeiro do município e a questão de gastos, além de que percebemos que algumas secretarias em virtude da pandemia que envolve projetos, por estar nesse momento, não poderiam ser desenvolvidos e então não tinha porque colocar agora”, explica.

Investimentos

Conforme a prefeita que existem obras da gestão anterior, como a questão de pavimentação asfáltica, calçamento no interior, duas quadras de grama sintética em comunidades do interior. “E continuamos trabalhando, já estou trabalhando encima de novos projetos, na questão de engenharia, planeamento, topografia pois temos novidades vindo por aí. Estamos desenvolvendo, organizando e embelezando, além de investir na infraestrutura que trará bem-estar e qualidade de vida para a população”.

O que deixa Mari contente é que as pessoas olham e veem com bons olhos o trabalho que está sendo feito. “Diariamente as pessoas elogiam, algumas que não vinham a muito tempo a Goioxim falam que mudou totalmente a cara do município. Temos que mostrar porque viemos e fazer com punhos de aço, amor e dedicação e é isso que estou fazendo”.

Empoderamento

Mari revela que desde o início do primeiro mandato teve que enfrentar o preconceito por ser mulher e estar no poder. E revela que muitas vezes esse ‘machismo’, vem de mulheres. Na visão da prefeita, as mulheres precisam ser mais unidas na política e também precisam se envolver mais. ”As mulheres deveriam apoiar mais umas as outras, por tantas questões vindas da sociedade, família, de vida mesmo. Deveria haver mais engajamento e união para mostrar que realmente temos esse empoderamento. Poderíamos ter mais representatividade em todas as esferas de liderança, se as mulheres fossem mais unidas”, destaca a prefeita.

Para ela, Goioxim é está a frente de muitos municípios da região, pois tem o diferencial de que mesmo tendo apenas 25 anos, já teve duas mulheres à frente do Executivo. ”O olhar feminino é com o coração, pois nós mulheres somos como águias. Nós observamos, presenciamos, vemos os mínimos detalhes e coisas que outros não veem e a gente acaba enxergando”.

Pandemia

Durante a pandemia assim como os demais municípios do estado, Goioxim teve suas medidas de prevenção decretadas. “Nesse tempo de pandemia sempre buscamos os cuidados necessários, sempre olhando com o coração pelo cidadão e pelo comércio. Muitos pagam sem merecer, pela inconsequência de alguns e infelizmente a minoria irresponsável acaba prejudicando a maioria que repeita os cuidados”, diz a Mari.

Goioxim registrou cinco mortes desde o início da pandemia e chegou a zerar o número de casos na semana passada, mas teve um pico de novos casos, ultrapassando 30 casos ativos. Segundo a prefeita, infelizmente a flexibilização dos decretos trouxe uma situação negativa e hoje (5), será divulgado novo decreto possivelmente retomando algumas restrições.