Escolas podem exigir a utilização de máscara de proteção contra a Covid-19

As informações de que a exigência das escolas desrespeita o ECA não são verdadeiras

O Governo do Estado do Paraná desobrigou, por meio do Decreto 10.530/2022, o uso de máscaras em locais públicos e abertos. Entretanto, a decisão vem gerando polêmicas, principalmente no âmbito escolar, pois o Sindicato das Escolas Particulares do Paraná (Sinepe/PR) emitiu uma nota oficial sobre o assunto recomendando o uso do equipamento de proteção pelos alunos dentro das escolas.

A decisão do Governo mantém obrigatório o uso das máscaras em ambientes fechados. Com isso, não está proibido o uso em razão da Covid-19, apenas desobrigado o seu uso nesses espaços. Para crianças menores de 12 anos, o uso é dispensável, mesmo em ambientes fechados.
Ainda de acordo com o Decreto 10.530/2022, a exigência do uso de máscaras em estabelecimentos particulares fica a critério dos proprietários ou diretores. Assim sendo, as escolas que exigirem que crianças menores de 12 anos usem máscaras não cometem nenhum crime, diferente do que tem sido veiculado, informando que as instituições de ensino estão cometendo crime previsto no artigo 232 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que prevê a submissão de criança ou adolescente a vexame ou constrangimento. A utilização de máscara não é vexatória e nem constrangedora, ou seja, a escola, especialmente as particulares, tem autonomia para estabelecer normas.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail