Saúde emite primeira nota orientativa sobre a dengue

Trata-se mais uma medida visando a organização e integração dos serviços de saúde do Estado

A Secretaria de Estado da Saúde aprovou em reunião do Centro de Operações em Emergências (COE) e publica a Nota Orientativa (número 1) sobre arboviroses que trata da “Organização da Rede de Atenção à Saúde para Enfrentamento da Dengue no Paraná”.
Trata-se mais uma medida visando a organização e integração dos serviços de saúde do Estado, garantindo ao usuário do SUS o atendimento oportuno e resolutivo em todos os níveis de atenção.
“A publicação sistemática de notas orientativas, abastecendo os profissionais de saúde com informações atualizadas, é um dos objetivos do Plano Estadual de Ação para o Enfrentamento da Dengue no período 2020/2021, implantado há cerca de um mês”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.
A Nota Orientativa traz informações para o acolhimento, atendimento, diagnóstico e manejo de casos suspeitos e confirmados nos serviços da rede de Atenção Primária à Saúde, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), nos hospitais portas de entrada para casos de Urgência e Emergência e nos hospitais de retaguarda para internação.


Atenção 
Entre os pontos comuns a todos os serviços de atenção está a prioridade do atendimento de usuários com condições especiais, risco social ou comorbidades que podem agravar quadros de dengue, que são lactentes menores de dois anos, gestantes, adultos com idade acima de 60 anos, portadores de hipertensão, doenças cardiovasculares graves, diabetes, doenças autoimunes e doenças crônicas pulmonares, hematológicas e renais.
Outros pontos comuns a todos os serviços são a obrigatoriedade da notificação de casos e registro de prontuário, que servirão de base para desencadear demais ações de manejo e controle da dengue.
“Esta é a primeira de uma série de Notas Orientativas que pretendemos publicar com intuito de agilizar o atendimento e aprimorar o diagnóstico da dengue no Paraná”, afirmou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes. 
Segundo ela, a Secretaria já estamos produzindo este tipo de documento relacionado à Covid-19, com retorno positivo dos profissionais, empresas de todos os setores, órgãos públicos e privados e da população em geral, que têm recorrido aos materiais como fonte de informação. “Já são 52 Notas publicadas sobre a Covid-19; um verdadeiro guia com ações fundamentais para a prevenção, manejo, tratamento e controle da doença”, afirmou.