Orlando Pessuti será o candidato do MDB ao Senado

O ex-governador esteve Correio do Povo, onde concedeu entrevista e falou sobre suas principais bandeiras

Nesta semana, o ex-governador do Paraná Orlando Pessuti (MDB), esteve no Correio do Povo, onde concedeu entrevista e falou sobre sua candidatura ao Senado.

Pessuti afirmou que defenderá de forma especial a três bandeiras: municipalismo, infraestrutura e agronegócio.

O ex-governador destaca que trabalhou para estruturar a Região Administrativa do Médio Centro-oeste sediada em Laranjeiras do Sul. Segundo ele, o objetivo foi descentralizar o poder central de Curitiba e de Brasília possibilitando órgãos públicos a se instalar na cidade. “Queríamos configurar Laranjeiras como um pólo-geopolítico administrativo e não apenas geográfico, porque isso ela já é há muitos anos, desde que era capital do Território Iguassu”.

Dentre as conquistas que vieram depois, Pessuti cita os núcleos regionais, estruturas do governo federal como a Universidade da Fronteira Sul e o colégio técnico estadual.

“Coração aberto e mão estendida para as bandeiras municipalistas fortalecerem e aumentarem o percentual de recursos que vêm através do fundo de participação dos municípios (FPM)”.

Infraestrutura

Um assunto muito presente e que também está entre as bandeiras do candidato paranaense do MDP ao Senado, é a infraestrutura representada pelas rodovias federais que ainda não foram duplicadas. “Nós temos que brigar, botar o pé na porta e fazer com que aconteça”.

Uma das idéias de Pessuti para resolver essa situação, é utilizar a sobra que a Itaipu Binacional terá em seu caixa a partir de 2023 com a quitação do financiamento para a construção da usina.

“Tanto eu quanto meu filho Moisés fomos conselheiros da Itaipu e discutimos muito isso. A sobra para o lado brasileiro é de U$ 1 bilhão multiplicado por cinco e pouco dá quase R$ 6 bi. Esse dinheiro vai para a Eletrobrás, para o Tesouro Nacional, vai novamente para Brasília. Nós queremos que até 50% desse valor fique no Estado por uns 20 anos para num primeiro momento duplicar as rodovias federais”.

Agronegócio

A terceira grande bandeira defendida pelo ex-governador e como citado por ele, não poderia ser diferente, por conta do seu histórico no meio rural, formação em Medicina Veterinária, funcionário da Emater e da secretaria da Agricultura, é trabalhar no fortalecimento do apoio ao agronegócio como um todo, fortalecendo o associativismo rural, os sindicatos, sociedades e associações de produtores.

“Quero estar presente e apoiar essa grande força que é o Paraná na agro economia desde a indústria que fabrica uma máquina, à semente que é desenvolvida e levada ao solo e colhida depois para o nosso consumo e dos animais para a exportação e alimentação”. Para Pessuti, o Paraná carece de tem senador com o perfil voltado para o agro. “Vou continuar trabalhando pela saúde, educação, pelos idosos e jovens, pelas causas sociais e segurança que são inerentes à atividade de um parlamentar, mas defini essas  três bandeiras principais”, finaliza.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail