Os desafios e o segredo dos casais que empreendem juntos

Os empresários, Jéssica Mendes e Maxistone Cesconetto, do hotel Garda e Patrícia Aparecida e Frederico Antônio, do delivery Haikai, contam suas histórias

Não há como negar que trabalhar junto com o companheiro é um grande desafio. Conciliar a vida afetiva e profissional exige equilíbrio e disciplina para separar os papéis atribuídos a cada um. Em contrapartida, a oportunidade é ideal para fortalecer a parceria e unir forças para conquistar novos objetivos.

Para lidar positivamente com essa convivência, casais que dividem o mesmo ambiente de trabalho precisam criar sua própria fórmula para lidar com as adversidades que surgem dentro e fora da empresa. Felizmente, os números são otimistas. Uma pesquisa divulgada pela International Stress Manegement do Brasil (Isma-BR) afirma que 80% dos casais que trabalham juntos conseguem lidar melhor com as angústias e a carga horária do companheiro.

Conheça as histórias de dois casais laranjeirenses que apostaram juntos e conseguiram superar os obstáculos para construir uma trajetória profissional de sucesso.

Concretizando sonhos

O casal Maxistone Cesconetto e Jéssica Mendes, juntos há 15 anos, compartilhavam o desejo de abrir o próprio negócio. Por volta de 2003, se conheceram e trabalham juntos em um hotel chamado Lago Garden, principal inspiração para o modelo de empreendimento deles, que, após muitas pesquisas, trouxeram para Laranjeiras. “Nosso principal desafio, enquanto casal, foi dividir tudo, problemas familiares e de trabalho. Tudo isso exigiu da gente muita maturidade e aprendizado”, relataram.

Eles explicaram, ainda, que as principais dificuldades iniciais para o investimento em um bom negócio estavam relacionadas as altas cargas tributárias do Brasil e a dificuldade de encontrar mão de obra qualificada na cidade. “Nós que trabalhamos dez anos juntos em um hotel na Itália e sabemos o quanto nos ajudou no processo de aprendizagem para relação, não tínhamos folga, mas absorvemos muita coisa”, contribuiu Jéssica.

Hoje em dia, eles agradecem tudo que passaram juntos. “Não temos queixas e não nos arrependemos de nada. Com o tempo a gente aprendeu os defeitos de cada um, o que um gosta ou não, seja pela forma de falar ou até mesmo a entonação. Problemas sabemos que sempre existirão, mas fazem parte da vida”, concluíram.

Construindo uma nova realidade

Motivados pela paixão conjunta pela culinária japonesa, Patrícia Aparecida e Frederico Antônio apostaram em um empreendimento totalmente novo para a região, o Haikai. “A gente se conheceu no Tinder e o Frederico, que já trabalhava no setor alimentício, veio morar aqui comigo. Primeiro ele trabalhou como açougueiro em mercado, mas depois percebemos que havia uma grande demanda na região não atendida na época, a dos amantes de comida japonesa”, lembrou Patrícia.

Eles começaram cozinhando para amigos e conhecidos, até que foram expandindo o negócio até criarem o sushi por delivery, principal fonte de renda do casal atualmente.

“No começo tivemos dificuldades de convivência, brigávamos muito. Mas com o tempo aprendemos a administrar os setores, dividir as obrigações e hoje tudo está muito mais encaminhado, eu cuido das mídias sociais, atendimento aos clientes e ele da produção. Para os casais empreendedores iniciantes, dizemos com clareza que o remédio necessário para lidar com esse grande desafio é o amor”, orientou ela.