Sintomas da depressão que não se devem ignorar

Para prestar auxílio é importante reconhecer os principais sinais

Quando foi a última vez que você conversou com um amigo ou membro da família que parecia estar diferente? Mesmo que você conviva com essa pessoa todos os dias, pode ser difícil reconhecer que ela precisa de ajuda. Por isso, para auxiliar as pessoas próximas, e muitas vezes a si mesmo, é importante saber reconhecer os principais sinais da depressão.

Tristeza e melancolia

O humor deprimido contínuo é provavelmente o primeiro sintoma em potencial da depressão que você pode notar em um ente querido. Eles podem parecer retraídos, quietos, tristes e potencialmente menos afetuosos do que o habitual, bem como menos comunicativos.

Incapacidade de fazer tarefas do dia a dia

A incapacidade de lidar com o cotidiano pode ser um sinal de que alguém precisa de apoio à saúde mental. As tarefas cotidianas como ir ao trabalho, lavar a roupa, cozinhar e comer podem parecer mais difíceis, possivelmente intransponíveis, para pessoas deprimidas.

Eles podem, inclusive, falar e se mover mais lentamente, sentir-se sobrecarregadas pela letargia e não ter motivação para fazer nada, mesmo as coisas que amam.

Falta de prazer

Segundo o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS), um sintoma-chave da depressão é “não ter nenhum prazer na vida”. Perda ou falta de interesse, particularmente em coisas que a pessoa normalmente gosta e espera, pode ser um sinal de atenção.

É certo que a Covid-19 tem prejudicado significativamente as interações sociais, mas se seu ente querido está optando por não participar de atividades que costumava como beber no bar ou passear no parque, ou se parece que ele(a) abandonou hobbies e amigos, ele(a) pode estar lutando com sua saúde mental.

Irritabilidade

Você notou que uma pessoa próxima de você está mais mal-humorada ou irritada do que o normal? Se esse comportamento estiver fora do comum para essa pessoa, ao invés de retrucá-la com uma resposta igualmente malcriada ou se afastar (é compreensível que você queira), pense se esse pode ser um sinal de que ela não está se sentindo bem e pode precisar de alguém para conversar, você ou um profissional.

Maus hábitos

Muitas pessoas com depressão apresentam alterações no apetite e no peso, sono interrompido, abandono de hobbies e afastamento de círculos sociais.

Baixa autoestima

Se o seu ente querido está em depressão, ele também pode começar a perder o interesse pela própria aparência. Ele pode dizer que “não faz sentido” fazer um esforço para melhorar a aparência, ou se rebaixar como resultado de baixa autoestima e sentimentos de inutilidade.

Como ajudar

• Assegure seu amigo ou familiar que não há problema em procurar ajuda e apoie-o(a) a fazer isso. No entanto, evite pressioná-lo;

• Mantenha contato, para que ele saiba que você está por perto para conversar e ouvir;

• Seja aberta sobre saúde mental: falar ajuda a reduzir o estigma.

Dicas para melhorar sua própria saúde mental

• Faça atividades que te deem propósito;

• Passe tempo com pessoas que te façam sentir bem;

• Quando as coisas estiverem difíceis, converse com quem você confia;

• Pratique exercícios físicos;

• Seja uma aliada de seus entes queridos em tempos difíceis;

• Consulte um profissional da saúde caso apresente algum dos sintomas acima; ou quando achar necessário.

Em caso de sintomas de depressão, procure ajuda no Centro de Valorização da Vida (CVV), através do telefone 188, ou por e-mail, chat e pessoalmente nos postos de atendimento em todo o Brasil.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail