CMDCA de Porto Barreiro realiza primeiro encontro técnico

Com o tema Alienação Parental, o encontro teve a participação da equipe técnica do CRAS

Na última semana, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente realizou o primeiro encontro temático, o qual debateu sobre o tema Alienação Parental, em Porto Barreiro.

Ocorrência

O aumento do número de divórcios e o consequente aumento das disputas pela guarda dos filhos demonstram a ocorrência dos atos de Alienação Parental com maior frequência. A desqualificação da conduta entre os genitores na presença do menor, bem como omitir informações pessoais sobre a criança (escolares, médicas, moradia), entre outros artifícios caracterizam o ato da alienação parental.

Consequências

Esse tipo de violência é gerada quando um dos genitores dificulta a vida da vítima, ressalta a secretária de Assistência Social, Icleia Rigo.

Os atos podem levar a consequências psicológicas para a vida adulta do menor, a chamada síndrome da alienação parental. Desta forma, detectá-la e combatê-la se torna imprescindível. Uma vez acionada a esfera judicial, há uma ampla equipe que auxilia para identificar a alienação parental e a consequente síndrome da alienação parental, como a assistência social e a psicologia, explica a secretária.

São exemplos de atos de alienação parental:

 •realizar campanha de desqualificação da conduta do genitor no exercício da paternidade ou maternidade;

•dificultar o exercício da autoridade parental;

•dificultar contato de criança ou adolescente com genitor;

•dificultar o exercício do direito regulamentado de convivência familiar;

•omitir deliberadamente a genitor informações pessoais relevantes sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e alterações de endereço;

•apresentar falsa denúncia contra genitor, contra familiares deste ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente;

•mudar o domicílio para local distante, sem justificativa, visando a dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor, com familiares deste ou com avós.

Participação

O encontro teve a participação da equipe técnica do Centro de Referência de Atendimento Social (CRAS) que realizou uma explanação sobre os trabalhos desenvolvidos em prol da criança, adolescente e suas famílias.

Contou-se com a participação de membros do poder público e sociedade em geral, que contribuíram com o evento e participaram dos trabalhos de forma produtiva gerando uma importantíssima discussão a respeito do tema. Na ocasião também foi realizada a eleição dos novos conselheiros do CMDCA.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail