Em dois anos abril registra o menor número de mortos pela Covid-19 no Paraná

Desde o começo da pandemia em 2020 o Estado não registrava menos de 100 mortes por mês

A secretaria de Estado da Saúde (Sesa), fez um levantamento na segunda-feira (2), mostrando que o Paraná registrou 84 óbitos em decorrência da Covid-19 em abril.

Além de ser quase 80% menor do que o registro de março deste ano (409 mortes), os dados são os mais baixos dos últimos dois anos. Desde abril de 2020 o Estado não registrava menos de 100 mortes por mês.

Queda nos diagnósticos positivos

Houve também queda significativa nos diagnósticos positivos do último mês. De acordo com os registros, abril somou 25,4 mil casos confirmados e, além de ser o número mais baixo do ano, também é 53% menor que os dados de março. (54,8 mil casos).

O número de pacientes internados com suspeita ou confirmação da Covid-19 no Estado também sofreu redução. Em 31 de março, 307 pessoas estavam em leitos credenciados para tratamento da doença, sendo 186 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 121 em leitos de enfermaria.

Pouco mais de um mês depois, o número caiu para 102 internamentos, sendo 45 em UTI e 57 em enfermaria. Uma redução de quase 67% no período. “A redução destes índices já era esperada pela secretaria, diante do cenário epidemiológico que se apresentava no mês de março, que permitiu inclusive a liberação do uso obrigatório de máscaras após dois anos de pandemia”, disse o secretário de Saúde, César Neves.

Vacinação como aliada

A vacinação continua sendo a principal aliada contra a pandemia. Dados do Vacinômetro Nacional mostram que o Paraná soma 24, milhões de doses aplicadas contra a Covid-19, sendo 9, 9 milhões de primeiras doses (D1), 9 milhões de segundas aplicações (D2), 333 mil doses únicas (DU), 4 milhões de doses de reforço (DR), 229 mil quartas doses ou 2ª doses de reforço e 320 mil doses adicionais (DA).

Atualmente, 85,9% da população do Estado (11,5 milhões de pessoas) tomaram a primeira dose da vacina, 80,4% estão imunizadas com duas doses ou a dose única e 40,4% receberam a primeira dose de reforço.

“É importante ressaltarmos que embora tenhamos uma boa adesão da população, a vacinação continua em todo o Estado e precisamos avançar ainda mais. Só venceremos essa pandemia com a colaboração e conscientização dos paranaenses em manter a imunização em dia, seja com a segunda dose, dose de reforço ou a quarta dose, finaliza o secretario.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail