Jovem cantora catanduvense passa para segunda fase do The Voice Kids

“Sinto orgulho de representar minha cidade nacionalmente”, diz Bianca, de 14 anos

Por Thamiris Costa

A catanduvense, Bianca Alves, de 14 anos, é apaixonada por música desde criança e influenciada pelo pai, que a levava em festivais. Ela foi a segunda participante do Paraná a avançar na primeira fase do The Voice Brasil Kids.

A esquerda Silviane Alves, mãe de Bianca
Histórico

Para alcançar o sucesso que faz agora, a jovem passou por um longo processo no universo da música. Além de ter sido coroinha da igreja do município, ela, aos sete anos de idade, começou a estudar música, onde aprendeu a tocar instrumentos e descobriu seu talento com o microfone.

Seu potencial vocal sempre chamou atenção de todos e, mesmo com as dificuldades financeiras que a limitaram de fazer aulas específicas de canto, não desistiu de seguir seu sonho. “Eu comecei cantando em lanchonetes e bares da minha cidade, inclusive no Bar da Vó Rose”, relembrou ela no programa.

Os resultados desses esforços podem ser percebidos a partir de sua participação nos últimos anos, em festivais municipais e regionais, onde Bianca representa e apresenta a cultura de Catanduvas a várias cidades vizinhas.

Determinação e persistência

Hoje, mesmo com pouca idade, já coleciona troféus e uma bagagem musical muito significativa. Sua mãe, Silviane Alves da Silva, passou três anos inscrevendo-a em um dos maiores realitys musicais do Brasil e sua insistência enfim deu certo: ela foi chamada para participar de seletivas e reuniões, na qual foi aprovada em todas.

“Eu tenho orgulho de representar Catanduvas nacionalmente”, enfatizou a jovem talento. “Além disso, minha grande inspiração é Marília Mendonça”, acrescentou.

A cantora, agora participante do time de Michel Teló, revelou também, em entrevista a comunicadora RPC, que sua escolha inicial seria o Brown, mas que depois mudou de ideia quando o técnico virou a cadeira para ela, após se surpreender com o talento da melodia “Coração Bandido”, clássico do sertanejo, na quarta tarde de audições às cegas.