Projeto Paraná Mais Verde estará sendo celebrado em Porto Barreiro no dia 21 de setembro

O programa de educação ambiental “Paraná Mais Verde” foi lançado pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (SEDEST) no

O programa de educação ambiental “Paraná Mais Verde” foi lançado pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (SEDEST) no dia 23 de setembro de 2019 com o objetivo de despertar a consciência ambiental e aliar desenvolvimento ambiental, econômico e social. O programa conta com sete linhas de ação, sendo elas: Revitaliza Viveiro, Viveiros Socioambientais, Incentivo a Espécies Ameaçadas de Extinção, Datas Comemorativas, Parques Urbanos, Poliniza Paraná e Hortas Urbanas.

As datas comemorativas sobre o meio ambiente devem ser anualmente celebradas, para que seja constantemente lembrada a importância dos recursos ambientais. Nesse sentido, o Programa Paraná Mais Verde, por meio do evento público de disponibilização e plantio de mudas de espécies nativas, divulga a necessidade de conservação da natureza. Com esse plantio, muitas áreas serão recuperadas na busca pelo retorno do equilíbrio ecossistêmico.

Ações

O intuito é realizar a divulgação das espécies nativas do Paraná, destacando as espécies ameaçadas, para que a população tenha conhecimento a respeito da flora paranaense. As secretarias municipais de Porto Barreiro junto com a equipe do Instituto Água e Terra (IAT) do Escritório Regional de Guarapuava (ERGUA) e também com a presença de alguns alunos das escolas municipais celebrarão no próximo dia 21 de setembro às 09 horas, em alusão ao Dia da Árvore. “Será um importante evento de plantio de mudas nativas, oriundas da unidade de produção do Viveiro Florestal do ERGUA, que serão plantadas no antigo aterro sanitário desativado, com a finalidade de recuperação da área que abrange 1,29 hectares”, explicou a prefeitura de Porto Barreiro.

A prefeitura ressalta a parceria das secretarias, firmada com o IAT através do ERGUA. O município se destaca como um dos mais atuantes, dentro do Programa de ICMS Ecológico por Biodiversidade, instrumento de política pública que trata do repasse de recursos financeiros aos municípios que abrigam em seus territórios Unidades de Conservação ou mananciais para abastecimento de municípios vizinhos.

ICMS Ecológico

O ICMS Ecológico, foi criado no Paraná em 1991 como medida de distribuição dos recursos provenientes das arrecadações de ICMS aos seus municípios, mediante o estabelecimento de critérios de restrição e proteção ambientais pré-definidos. O ICMS Ecológico é um remanejamento de receita tributária, com base na proteção ambiental, que um determinado município aplica no seu território. Portanto, o valor recebido pelos municípios por ICMS Ecológico dependerá do seu próprio comprometimento com a preservação das suas unidades de conservação e mananciais, tarefa essa que está sendo bem executada no município de Porto Barreiro.

“Porto Barreiro e o IAT convidam a população local para prestigiar essa importante ação em prol do meio ambiente e homenagear a flora nativa paranaense. Vamos, então, restaurar nossas florestas? Seguimos juntos por um Paraná Mais Verde”, fianlizou a prefeitura.