Um anjo chamado Jeci de Paula: três vidas salvas em uma semana

Jeci de Paula é enfermeira desde 2017, trabalha na Assiscop há dois anos e é diretora de Saúde em Laranjeiras.

Jeci de Paula é enfermeira desde 2017, trabalha na Assiscop há dois anos e é diretora de Saúde em Laranjeiras. Geralmente Jeci chega ao trabalho às 13 horas, porém na última quarta-feira (18) voltou do seu horário de almoço um pouco antes que o comum, aproximadamente 12h50. Logo Jeci avistou de seu carro duas mulheres, uma com um bebê no colo subindo a rampa da Assiscop.

“A mulher com o bebê estava em desespero, e a criança aparentemente dormia. Porém a mãe subia a rampa muito rápido, quando percebi isso já acelerei meus passos. Ao chegar na porta da Assiscop a mãe começou a gritar por socorro, e eu corri de encontro à ela. Chegando perto da criança vi que ela estava com a boca bem roxa, joguei minhas coisas no chão e a socorri ali mesmo com a manobra de Heimlich (manobra para desobstrução de vias aéreas), após a manobra o bebê já voltou a respirar mas estava extremamente sonolenta, então fiz o possível para que ela não dormisse e ficasse consciente.” disse Jeci.

Logo em seguida a criança e a mãe foram encaminhadas para o hospital São José e a bebê já foi atendida. As duas foram liberadas três horas depois do ocorrido.

Mas esse não foi o único feito heroico da diretora de Saúde. Ontem (22) Jeci estava na casa de sua irmã Vivian, que é Policial Militar, e avistaram uma viatura passar pela casa para socorrer um chamado de parto domiciliar no bairro Presidente Vargas, em Laranjeiras, no loteamento Babinski.

“O policial Thiago Nickel pediu para nós acompanharmos eles, fomos com nosso carro pra lá. A mãe estava em trabalho de parto, e a criança engasgada e com possível parada cardíaca, então novamente usamos a manobra de Heimlich, dessa vez operado pelo soldado Nieckel, a criança voltou e em seguida, nós, eu, os policiais e o pai da criança, acompanhamos ela na viatura até o hospital. Minha irmã (soldado Vivian) permaneceu com a mãe na casa, pois ela apresentava sinais de hemorragia e precisava esperar pela ambulância. Após chegarem ao hospital, a bebê foi para o centro cirúrgico receber os atendimentos necessários, e a mãe da criança também foi atendida e passa bem.” finalizou Jeci.

Soldado Nickel e a rescém-nascida