Ex-goleiro do Náutico e carreira internacional: conheça Eurico Souza, o técnico do Quedas

O pernambucano chega na sexta-feira (15) no Paraná para assumir o time do Centro-Sul do estado

O anúncio da volta de Quedas do Iguaçu ao futsal profissional cria expectativas nos torcedores da cidade. A equipe surge na tentativa de reviver momentos de glória que o município viveu no início da década passada, quando disputou a Série Ouro do Campeonato Paranaense. 
A missão do êxito foi delegada a Eurico Souza. Aos 52 anos, o treinador natural do Recife/PE chega ao Paraná após temporadas de sucesso no futsal do Oriente Médio. 


Carreira

Enquanto goleiro de futebol, Eurico passou pelas categorias de base de Santa Cruz e Sport, mas chegou ao profissional por outro grande clube de Pernambuco: o Náutico. Aposentou a carreira como atleta cedo e partiu para o futsal. O primeiro trabalho foi como preparador de goleiros do Gercafi, do Mato Grosso.

Aliás, as incursões pelos estados do Brasil são uma notoriedade no currículo do técnico. Ele já trabalhou em Goiás, Mato Grosso do Sul e no Rio Grande do Sul. No Paraná, foi preparador do Palotina, em 2004. 
Um ano antes chegou a Aracaju e se encantou pela capital do Sergipe. Gostou tanto do da cidade que fixou ali residência. É lá onde se refugia nas pausas da carreira, como desde o ano passado, em razão da pandemia. 

Além da rodagem Brasil adentro, Eurico já trabalhou em três países: Itália, Emirados Árabes e no Kuwait. Neste último, dirigiu cinco clubes: Al Tadamon, Al Salmiya (vice-campeão da Copa Kuwait), Kazma e Finance (campeão da Copa dos Ministérios). 

Em 2017, chegou a trabalhar como auxiliar-técnico no futebol de campo, pelo Sergipe – que rivaliza com Confiança e Itabaiana pela soberania da modalidade no estado. 

Em 2017, Eurico foi auxiliar-técnico do Sergipe, no futebol de campo
Foto: Felipe Martins 

Chegada em Quedas

O treinador deve deixar o Sergipe ainda nesta semana. A previsão é de que na sexta-feira (15) ele chegue em Quedas para conhecer a cidade e se preparar para o início dos treinamentos. Dos atletas já anunciados pelo Quedas, constam nomes como do goleiro Serra, dos alas Carlinhos e Wanderson, do pivô Maurão e do fixo Gally, todos com passagem pelo Operário Laranjeiras. O fixo Lucas, ex-Pitanga, também está entre os contratados.   “Conheço alguns atletas já e outros estarei observando”. 

Em vez de iniciar a caminhada na Série Bronze, a diretoria do Quedas espera disputar, de cara, a Série Prata, como forma de encurtar o caminho para a elite. Para o comandante, a decisão acarreta um desafio maior, mas acredita que o time que está se formando será competitivo. “É uma responsabilidade para quem está envolvido com o projeto, que têm à frente pessoas experientes. Iremos trabalhar muito para solidificar esse time e dar novamente alegria ao torcedor de Quedas”.