De Laranjeiras para o mundo: laranjeirense pretende pedalar 506 quilômetros

Euclides da Luz é ultramaratonista desde os 12 anos e pretende chegar em Santa Catarina em cinco dias, saindo de Porto Alegre

O paranaense Euclides da Luz, natural de Mato Rico, já morou em Palmital, Marquinho e atualmente reside em Laranjeiras do Sul. Euclides já lecionou geografia, filosofia, fundamentos do trabalho, sociologia, ensino religioso e também aula de música, porém está afastado das salas de aula há quase quatro anos.
Euclides afirma que se considera um ultramaratonista, e está percorrendo 506 quilômetros de bicicleta. Ele saiu de Porto Alegre (RS) nesta segunda-feira (12) e pretende chegar em Itapema (SC) no sábado (17).
O ultramaratonista afirma que o motivo da viagem é porque sofre de problemas psicológicos e psíquicos, motivo que o levou a fazer tratamento há alguns anos, e segundo ele, a corrida o faz uma pessoa melhor.

Corridas
Euclides relata que corre desde os 12 anos de idade, ou seja, já está nesta vida há 32 anos. 
“O meu treino é correr de Laranjeiras ao Rio do Tigre, ir e voltar, ou ir e voltar de bicicleta. Na verdade, a bike é meu plano B. Eu sou uma pessoa acelerada, já sofri vários acidentes de moto, ao longo da minha vida. Já sofri muito com a euforia e acabo me machucando, mas até hoje eu sofro com isso. Mas não paro, toco violão, corro, faço o que e consigo. A ideia inicial foi ir até Porto Alegre pegar minha bicicleta nova, onde eu tive ajuda de alguns patrocinadores”.

Bicicleta
Segundo Euclides, as rodas da sua bicicleta têm um significado muito importante.
“Os lados da primeira roda eu fiz algo que significa muito para mim que é Jesus o Bom Pastor, e um rapaz escalando montanhas, porque já escalei algumas das maiores montanhas, e tenho paixão por isso. Tenho o sonho de chegar até a base do Everest. Na outra roda coloquei os patrocinadores que estão me ajudando”, relata.
O ultramaratonista afirma que o plano inicial seria pedalar de Porto Alegre a Laranjeiras do Sul, porém, decidiu mudar a direção e ir para casa da sua irmã em Itapema.
“Estava indo em direção ao Arroio Chuí, já tinha pedalado 100 quilômetros, mas estava muito frio, então mudei o plano e comecei a pedalar sentido Caxias onde a estrada estava boa para pedalar”.

Limites
Euclides relata que com 22 anos, correu de Saudade do Iguaçu a Laranjeiras para testar os seus limites físicos.
“Sou uma pessoa extrema e é por isso que eu corro desde meus 12 anos. Preciso gastar minhas energias, e sei controlar isso. Hoje continuo fazendo isso com os equipamentos certos, busco viver intensamente. Essa viagem está sendo muito prazerosa, quero destacar que se não fosse a ajuda das pessoas eu não conseguiria nem terminar, e sei que dessa viagem vai vir um novo projeto, e talvez atravessar o Brasil. Eu achei muitas vezes que eu sofria muito, e esse desafio me fez ver o quanto as pessoas sofrem nas estradas, e por isso eu vivo intensamente”.

Doença
O ultramaratonista relata que o seu diagnostico é incerto, é uma mistura de esquizofrenia, bipolaridade e psicose, doença que ele não tem vergonha de contar.
“É por isso que eu canalizo meu sofrimento para pedalar, correr e fazer o que tenho vontade, eu vivo todos os dias pela minha mulher Simone e pela minha filha Sofia, porque são elas quem me dão forças para continuar nessa caminhada. Em muitas cidades eu não entro porque eu sei que elas não conhecem. Nós temos uma cumplicidade muito grande”.

Retorno
Euclides afirma que o retorno para Laranjeiras será de ônibus. O intuito é chegar em Itapema em cinco dias.