Professores municipais de Laranjeiras protestam por reajuste de salário

Sindicato relatou que está aguardando o prefeito Berto Silva voltar para cidade para alinhar a questão

No final de fevereiro, professores de várias escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de Laranjeiras do Sul, vestiram-se de preto em protesto aos salários. Segundo eles, a ação vai contra o não cumprimento do plano de carreira da classe, e reivindica o reajuste de 33, 23%, instituídos pelo Governo Federal.

“Buscamos o aumento para todos os professores da Rede. Aqui, somente a classe A, que possui instrução no curso de Formação Docentes (Magistério) foi beneficiada com o aumento, e as demais classes, dos níveis B-C-D, não foram contempladas com a atualização salarial”, explicou Santina dos Santos, vice-presidente do Sindicato Municipal de Professores.

Lei do piso salarial

Os professores relatam que, conforme o plano de carreira, o Artigo 102 prevê que um professor com graduação em Pedagogia ou outra licenciatura deverá receber 30% sobre o valor do vencimento básico da carreira e mais 10% quando concluir sua pós-graduação. No caso de conclusão de mestrado, recebe-se mais 10%.

“A lei do piso nacional do magistério aprovada no ano de 2008 estabelece nos artigos 1° e 2° que nenhum professor com formação inicial (nível médio, modalidade normal) deverá ganhar menos do que o valor definido como o piso. Porém, somente foram reajustados os pisos dos professores com formação inicial”, continuou a vice-presidente.

Para a professora Eronice Ribeiro a reivindicação é para que se conceda essa diferença de valores que o plano de carreira garante. “Precisamos que seja feito o enquadramento anual dos nossos salários, que nos valorizem conforme a titulação que temos”.

Ação sindical

Santina expôs que, na última reunião com os professores representantes das escolas, foi decidido que haverá uma assembleia com todos os docentes do município para decidir qual ação tomarão. “O prefeito Berto Silva está viajando no momento, mas quando retornar faremos uma reunião para conversar e chegar em uma solução”, concluiu.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail