Qualidade da água: Sicredi realiza projeto de proteção de fontes em propriedades rurais de Laranjeiras

Essa iniciativa faz parte das ações sustentáveis organizadas pela Sicredi Grandes Lagos PR/SP, e está conectada as ODS

Criado em 2020, o Comitê de Sustentabilidade da Sicredi Grandes Lagos PR/SP busca alternativas e estratégias aliadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para contribuir com as comunidades em que atua. Na segunda quinzena de março, o Comitê lançou o projeto Proteção de Fontes, que visa melhorar a qualidade da água destinada ao consumo em pequenas propriedades rurais.

A iniciativa, que terá como alvo propriedades rurais localizadas na área de atuação da cooperativa no Paraná, contribui para o décimo quinto ODS difundido pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que diz respeito à vida terrestre. “Compreendendo o alcance enquanto instituição financeira cooperativa, e conhecendo plenamente as regiões abrangidas e suas particularidades, é possível ter mais assertividade em projetos que realmente beneficiem a comunidade como um todo, reforçando assim, o compromisso com a missão de contribuir com o desenvolvimento sustentável e com os princípios do cooperativismo”, afirma o presidente da Sicredi Grandes Lagos PR/SP, Orlando Muffato.

A primeira proteção de fontes beneficiou a família Dellani da comunidade do Assentamento 8 de Junho em Laranjeiras do Sul/PR dos agricultores Gilmar, Erasmo e Hilda. A iniciativa foi realizada pela equipe da Sede Administrativa e Regional da cooperativa e contribui para o décimo quinto ODS difundido pela ONU e que diz respeito à vida terrestre.

Projetos pensados para cada região

No litoral Sul de São Paulo, o projeto Pé na Areia, também planejado pelo Comitê da cooperativa, visa conscientizar banhistas e profissionais que trabalham na Baixada Santista sobre a conservação dos oceanos por meio da coleta correta do lixo gerado nas praias.

Somada a essas ações, a Sicredi Grandes Lagos PR/SP realiza estratégia de sustentabilidade e ecoeficiência preparada para o desenvolvimento de boas práticas no combate às mudanças climáticas por meio da medição, divulgação e redução das emissões de gases do efeito estufa (GEE). A cooperativa realiza anualmente o Inventário de Emissões de GEE no dia a dia das ações: gasto com energia, água, papel, combustível, viagens aéreas, e ar-condicionado visando minimizar o impacto no meio ambiente.

“Nossa atuação como instituição financeira cooperativa vai além do impacto positivo gerado na área econômica. Sabemos que nossa atuação é integrada ao meio onde vivemos e trabalhamos e, por isso, estamos cada vez mais conectados aos objetivos da ONU para um mundo melhor, mais próspero e sustentável”, finaliza Muffato.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail