Soldado Elis Regina Kraemer, o poder feminino na PM de Laranjeiras

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher iniciamos nossa série de entrevistas, “Lugar de Mulher é onde Ela Quiser” com a soldado Elis!

Com 10 anos de corporação, ela conta que apesar de preconceitos, conquistou o respeito e confiança não só da população mas também de seus colegas

No Brasil, apenas 12% do efetivo da Polícia Militar (PM) é ocupado por soldados mulheres. Em números, se comparado aos 357.501 homens ocupantes do cargo, as mulheres correspondem à cerca de apenas 46.108. A segunda soldado mulher de Laranjeiras é Elis Regina Kraemer, que iniciou seu trabalho há 10 anos, dedicando dois deles também à Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM). “Ao entrar na PM percebi que não escolhi essa profissão, muito pelo contrário, fui escolhida por ela”.

Elis Regina Kraemer atua como policial militar há 10 anos – Fotos: Correio do Povo do Paraná

Profissão

Aos 25 anos, quando a soldado Kraemer assumiu o cargo, o meio de trabalho era extremamente machista, assim como em várias profissões.

“Desde o início de minha jornada, lutei para conquistar o meu espaço e provar a minha capacidade, assim adquiri a confiança dos meus companheiros e da população”.
Uma mulher na posição de policial é culturalmente muito contestada, não é raro que as pessoas associem sua aparência bela e frágil à incapacidade de atuar com eficiência. “Hoje, todos me conhecem pela boa conduta que exerço, mas ainda assim, ao chegar em uma ocorrência ainda sinto certa desconfiança”.

Diferencial

Para Elis, um dos diferenciais femininos em sua profissão é a forma de abordagem, na busca de entender o caso antes de agir. Entretanto, a soldado não passou ilesa de situações onde tentaram fazê-la sentir-se incapaz. “Apesar de conduzir as ocorrências de forma mais leve, um caso que me marcou foi quando um acusado se negou a ser preso por uma mulher, no caso era eu”.
Nas cidades menores da região, onde a PM de Laranjeiras percorre, a população ainda se surpreende em ver uma policial mulher, apesar, da presença feminina ter aumentado bastante.

Inspiração

A atuação e presença de Elis encanta os olhares de muitas meninas. A farda, que impõe respeito, é vista com admiração. “Conquistei o meu cargo com esforço e dedicação e é isso que falo para as jovens. Se querem seguir neste caminho assim como eu, busquem força de vontade e nunca desistam”, aconselha.

“Haverá preconceito, mas isso deve ser encarado pelo lado positivo, pois significa que está exercendo seu trabalho com maestria”.
Para a soldado, o Dia da Mulher representa a luta e a conquista. ”Somos respeitadas hoje, graças às mulheres que batalharam em busca de espaço e reconhecimento”.
Elis finaliza reforçando o empoderamento feminino. “Não se sintam diminuídas. Toda mulher tem força e deve buscá-la em seu interior, correndo atrás de seus sonhos até obter sucesso”.

“Toda mulher tem força e deve buscá-la em seu interior, correndo atrás de seus sonhos até obter sucesso” – Fotos: Correio do Povo do Paraná

Confira o vídeo da entrevista:

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail