Iminente lotação dos hospitais, Virmond publica novo decreto

A partir desta quarta-feira (26), começa a vigorar um novo decreto de prevenção à Covid-19 em Virmond. O prefeito Neimar Granoski, preocupado com o crescente número de casos na região e a iminente falta de leitos de UTI e de enfermaria, tomou medidas paliativas. Ainda não se trata de lockdown. Portanto, não haverá, ao menos neste momento, o fechamento do comércio.

O documento proíbe os virmondenses de andarem sem máscara, realizar eventos e reuniões e pessoas em espaços públicos. “Por enquanto, não estamos fechando o comércio, mas peço encarecidamente aos comerciantes que tomem as medidas necessárias para que não precisemos tomar medidas para penalizar o comércio. Serão aplicadas multas para penalizar quem desrespeitar. Isso tudo é necessário pela saúde do povo de Virmond.”

“O decreto pensa na prevenção de problemas que estamos tendo com o coronavírus. Os hospitais não têm lugar na UTI e é difícil encontrar vagas nas enfermarias. É provável que falte até oxigênio”, justificou o mandatário.