Virmond: Suporte pedagógico presencial é oferecido na rede municipal de ensino

A secretaria de Educação de Virmond realizou na última terça-feira (4) e ontem (5), avaliações visando fazer uma sondagem com

A secretaria de Educação de Virmond realizou na última terça-feira (4) e ontem (5), avaliações visando fazer uma sondagem com os alunos da pré-escola de quatro a cinco anos do CMEI- Mundo Encantado e com os alunos de 1° a 5° Ano da escola Henrique Krygier.

Em entrevista exclusiva ao Correio do Povo, a secretária de Educação, Estela Waczak Fedrecheski, explicou que o objetivo é identificar quais alunos necessitam de atendimento presencial de suporte pedagógico.

Segundo ela, há algum tempo a secretaria tem analisado o retorno das aulas. “Nós esperávamos o aval do Estado e há duas semanas recebemos uma ligação do Núcleo, dizendo que os municípios tinham autonomia para decidir se queriam iniciar um reforço escolar presencial”.

Estela levou a ideia para as diretoras e pedagogas que fizeram uma reunião com os professores. “Todos ficaram bem animados e então resolvemos chamar de suporte pedagógico e não de reforço, pois chamamos todos os alunos para a sondagem e não só os que estão com dificuldades”.

A secretária diz que o suporte pedagógico é opcional, mas a aceitação por parte dos pais foi muito boa e quase todos os alunos participaram.

“A partir de agora faremos o levantamento para ver quais alunos dentre os que compareceram na sondagem, precisariam participar deste suporte. Os pais serão chamados para assinar um termo caso queiram que os filhos tenham esse acompanhamento”.

Plano de ação

O plano de ação da secretaria visa o atendimento duas vezes por semana, sendo quatro horas diárias. As aulas serão com os professores e estagiários e os alunos serão divididos em pequenos grupos.

Estela esclarece que as unidades educacionais já foram equipadas com os materiais necessários para a prevenção ao Covid-19. Serão disponibilizados aos alunos, uniformes escolares, máscaras e porta máscaras.

Conforme a secretária, as crianças estão muito bem instruídas e a experiência nestes dois dias foi muito boa. “O comportamento das crianças foi excelente, eles estão muito conscientizados e nós estamos reforçando ainda mais os cuidados”.

As unidades de ensino foram equipadas com diversos dispensers de álcool gel, tanto de pé quanto de mão, saboneteiras, toalhas de papel, tapetes higienizantes, termômetros para aferir a temperatura e os funcionários ganharam jalecos, viseiras e máscaras.

“O protocolo de desinfecção e higienização é bem rígido, será feita higienização completa das salas a cada duas horas, carteira por carteira, o chão será limpo com água sanitária”.

O protocolo adotado pela secretaria inclui funcionários à disposição para encher as garrafinhas de água dos alunos, evitando o contato deles com os bebedouros, além de aplicação constante de álcool gel. Foram contratadas aproximadamente 15 estagiárias para ajudar tanto nas salas de aula quanto na higienização dos espaços e dos alunos.

A partir da organização das turmas, será analisado a possibilidade de disponibilização de transporte escolar. As atividades remotas continuaram a serem realizadas através de apostilas e para Estela, esse suporte escolar funcionará como um ensaio para a volta às aulas em formato híbrido.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail