Profissionais de saúde participam de curso para atuação em calamidades no Paraná

Promovido pela secretaria estadual da Saúde e Força Nacional do SUS, o treinamento recebe bombeiros, socorristas do Samu, policiais civis e militares e Defesa Civil

Mais de 230 profissionais bombeiros, socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), policiais civis e militares e Defesa Civil do Paraná participam do treinamento promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e a equipe da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS). O curso, inédito no Estado, visa fortalecer o preparo de equipes estaduais e municipais para atuar em casos de calamidade pública, como desastres naturais, eventos de massa, ou acidentes com múltiplas vítimas.

Instrutores especialistas da Força Nacional do SUS, com participação do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Secretaria da Saúde, repassam conteúdo teórico e experiências práticas com foco no atendimento integrado entre as várias forças, em casos de emergência.

As equipes são preparadas para atuar em situações de incêndio, e rompimento de barragem. “A preparação das equipes é fundamental para agir em situações de crise”, afirmou o secretário estadual da Saúde, na abertura do curso. “Somos o terceiro estado a receber a equipe nacional para esse treinamento”, destacou.

Força

As tratativas desta capacitação iniciaram em novembro de 2021, sendo uma primeira fase para a implantação da Força Estadual de Saúde do Paraná. A Secretaria da Saúde alinha com a equipe federal a implantação desse programa de cooperação, que terá configuração nos mesmos moldes estabelecidos na Força Nacional do SUS (FN-SUS). A criação da equipe estadual será voltada à execução de medidas de assistência e repressão de situações epidemiológicas, de desastres (natural ou humano), eventos de massa ou desassistência por parte dos municípios.

FN-SUS

A Força Nacional do SUS é um programa federal em que as equipes fazem orientações técnicas para fortalecimento da rede assistencial, apoiam no planejamento das ações de resposta do setor saúde, auxiliam em atendimentos aos pacientes, além de ajudar na reorganização da rede pública local. Para que a FN-SUS seja acionada, o município ou o estado deve decretar situação de emergência, calamidade ou desassistência e solicitar o apoio do Ministério da Saúde.

Participações

Participaram da abertura do treinamento a secretária da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak; o comandante do Corpo de Bombeiros, Manoel Vasco de Figueiredo Junior; o coordenador do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), Thomas Johannes Scheage; a capitã Catarina Fernandes (representando as Forças Armadas), além de representantes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual e Federal, Defesa Civil, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e Samu.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail