Mãe Cantagalense: empoderamento para as mulheres e famílias em situação de vulnerabilidade

O projeto vai propiciar que as participantes possam atuar na produção de artesanato e alimentos

A secretária de Assistência Social Cláudia Konjunski, com sua equipe participou esta semana de uma reunião na Câmara de vereadores para primeira votação da plenária do Projeto de Lei “Mãe Cantagalense”, o qual tem como proposta promover o empoderamento das famílias em situação de vulnerabilidade social inscritas no Cadastro Único do Governo Federal e que recebem o benefício de transferência de renda Bolsa Família no município de Cantagalo.

Conforme o Censo 2010, as mulheres representam 49,3% da população de Cantagalo e muitas dessas não possuem emprego estável. Sendo assim, o Projeto Mãe Cantagalense visa oportunizar o desenvolvimento de estratégias transformadoras dessa realidade, propiciando as mulheres cantagalenses novas perspectivas de vida.

O projeto

Para as mulheres inseridas no Projeto Mãe Cantagalense o município se propõe a oferecer uma cesta básica mensal mediante avaliação social, para que elas possam participar regularmente das atividades propostas garantindo assim a segurança alimentar e nutricional das famílias e espera-se que ao final do projeto essas mulheres estejam atuando na produção de artesanatos e alimentos, como empreendedoras individuais ou associadas.

Um ponto levantado por Cláudia, é que as mulheres ainda tem uma certa dificuldade de adentrar o mercado de trabalho e o projeto vem para propiciar as oportunidades para elas. “Nosso objetivo é empoderar essas mulheres, valorizá-las e capacitá-las”.

O projeto é bastante amplo, além do curso de artesanato, terá curso de reaproveitamento de alimentos, manicure e pedicure, personal organizer, entre outros.

Segundo a secretária, o projeto se chama “Mãe cantagalense”, porque a palavra a palavra “mãe” remete àquela que acolhe, ampara e fortalece. “É dessa forma que queremos cuidar das famílias e principalmente das mulheres que mais precisam, dando apoio e suporte”.

Aprovação

O projeto que passou por aprovação na Câmara de vereadores de Cantagalo, na primeira votação foi unânime a criação e segundo a secretária, após a segunda votação cumprindo o protocolo, o projeto será lançado oficialmente.