Nova Laranjeiras: comunidade de Monjolinho é beneficiada com projeto de agroindústria

Coordenado pelo projeto Brasil Trentino da Itália, a iniciativa busca promover a transformação de frutas na agroindústria da comunidade

A secretaria de Agropecuária, Meio Ambiente e Agroindústria de Nova Laranjeiras sediou a reunião de avaliação do projeto Brasil Trentino da Itália. Tendo como foco o trabalho pela transformação de frutas na agroindústria. O projeto é coordenado por Stefani Bortolotti, que esteve presente para discutir as propostas da nova ação do projeto da agroindústria da comunidade do Monjolinho, na Aldeia do Lebre, pertencente a Reserva Indígena Rio das Cobras.

Marcaram presença também Natália Dámico, presidente da Associação de Produtores da Shisho, da região de Trentino na Itália, a coordenadora do projeto no Brasil Sandra Araújo e a avaliadora do projeto Rosicleia Burei, além do secretário de Agricultura Jair Muller e lideranças indígenas da comunidade Monjolinho.

O secretário Jair destaca que a comunidade de Trentino é uma região da Itália caracterizada por pequenas propriedades com no máximo dois alqueires, onde a grande produção é de hortifrúti granjeiros, uma parte produzindo vinho e uma parte produzindo frutas. “As grandes características são essas pequenas propriedades organizadas por associações e cooperativas e eles desenvolvem o projeto de investimento nas comunidades carentes do mundo todo”, conta.

Encontro de avaliação

Durante a discussão para avaliação do projeto foram cumpridas todas as metas e cronogramas, fazendo um balanço do que foi realizado pela iniciativa até o momento e terminando com o parecer favorável ao desenvolvimento das ações que vão contemplar a transformação de frutas na agroindústria da comunidade.

Para finalizar o encontro o prefeito Fábio Roberto dos Santos recebeu a equipe para que juntos visitassem as agroindústrias Verde Vale que tem como foco a produção de mel, a agroindústria Passarim que trabalha com derivados de suínos e a Associação Monjolo.

Segundo Jair, o contato para o novo empreendimento se deu a dois anos, através da comunidade de Trentino na Itália que se interessa em investir em projetos no Brasil.

O projeto

Com a construção da agroindústria, a comunidade de Monjolinho será privilegiada, pois o projeto proporciona o beneficiamento de frutas. A obra, também contemplada pelo projeto, vai realizar a construção, aquisição de equipamentos como Equipamento de Proteção Individual (EPIs), compra de uniformes, além de oferecer treinamento para os produtores e acompanhamento através do serviço de Inspeção Municipal quando a indústria estiver produzindo.

“O projeto surgiu da necessidade, da vontade da comunidade de Trentino em investir na área social nos países subdesenvolvidos, nas comunidades aonde há necessidade no mundo inteiro. No Brasil eles tem projeto no Ceará, em São Paulo e agora no Paraná implantado na comunidade de Monjolinho”, conta Jair.

De acordo com ele, o município foi escolhido porque tem uma das maiores reservas indígenas do Paraná. “Esse é um projeto piloto na área indígena, o único desenvolvido em Nova Laranjeiras”.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail