Como roupas coloridas podem afetar o seu bem-estar

A paleta que vestimos pode ter realmente impacto no nosso humor

Roupas coloridas e com cores vibrantes em estampas chamativas podem influenciar seu bem-estar. O chamado dopamine dressing (vestir-se com emoção), foi revelado por um estudo realizado pelo “Science Daily”, o qual afirma que roupas bem cortadas, e feitas de tecidos brilhantes e bonitos, fazem as mulheres felizes.

O que é ‘dopamine dressing’?

A dopamina é um neurotransmissor, responsável por provocar sensações de prazer e felicidade, e a tendência do dopamine dressing sugere que nos vestir da forma mais colorida possível é uma técnica infalível de aumentar nossa felicidade. Essa prática tem como base a psicologia das cores, que afetam os sentimentos e o comportamento.

Psicólogos explicam que as roupas têm o poder de afetar seu humor porque podem fazer você se sentir mais feliz e confiante. Essa tendência segundo eles é o fundamento psicológico para o conceito de ‘vista-se bem e sinta-se bem’. “Quando você veste algo que associa à felicidade, você incorpora essa emoção e se sente feliz”, explicam.

Como praticar ‘dopamine dressing’?

Se o dia estiver cinza e chuvoso, vestir uma blusa amarela brilhante pode melhorar seu humor. No entanto, se você não gosta de cores vivas, não é necessário reformular todo o seu guarda-roupa. De acordo com a revista “Psicologia da Moda” existem fortes associações conhecidas entre matizes e humores, e o que é bom para um indivíduo não será bom para outro.

O mais legal dessa tendência é que não há regras ou forma certa de usar, como o intuito é nos fornecer bons sentimentos e liberar dopamina em nosso corpo, você pode, e deve usar aquilo que mais gosta, fazendo as combinações mais malucas e ousadas possíveis.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail