Grupo de Escoteiros Flávio Cossu adere ao movimento pela municipalização do Seminário Xaveriano

Grupo de Escoteiros Flávio Cossu adere ao movimento pela municipalização do Seminário Xaveriano

O movimento “Pela Memória e Pela Vida” nasceu logo após o jornal Correio do Povo do Paraná publicar uma matéria falando da venda do Seminário Xaveriano. Composto por professores universitários, da rede pública estadual e da sociedade organizada, ele surgiu com o objetivo de conservar o espaço pertencente à Ordem Xaveriana e, hoje, agrega também a luta pelo Jaboticabal, denominado como Salvem o Jaboticabal.

No início desta semana, o movimento se pronunciou na Câmara de vereadores de Laranjeiras, onde fez uma explanação sobre os motivos para a preservação da memória (patrimônio cultural) e da vida (proteção ambiental). A ideia é suscitar a possibilidade de que o local seja adquirido pela administração pública municipal e, a partir disso, transformado em um espaço de preservação ambiental.

Apoio dos escoteiros

O movimento vem ganhando muitos apoiadores. Somente para próxima já se têm marcado um encontro com o Grupo Escoteiro Flávio Cossu, que nasceu dentro do Seminário Xaveriano. O grupo inclusive leva o nome de um padre da Ordem, Flávio Cossu, que foi o pioneiro no escotismo em Laranjeiras do Sul.

Conforme a jornalista Serli Andrade, membro do movimento, o encontro é motivado pelo mesmo sentimento de preservação e respeito ao bem-estar coletivo e à natureza. “A preservação ambiental,  como bem sabemos é um compromisso intrínseco, ao escotismo, entidade de relevância inestimável, por toda a contribuição que exerce na formação social, humanitária e ambiental, em mais de 223 países e territórios, em todo o mundo”.

Daniele Kislarek Ternovski, uma das diretoras do grupo escoteiro Flávio Cossu, disse que seria muito bom para o escotismo se o seminário fosse municipalizado. “Nós temos a pretensão de ainda poder usar aquele espaço para fazer atividades com as crianças. Toda aquela natureza e espaço verde para nós é muito importante”.

O Grupo Escoteiro Flávio Cossu foi fundado em agosto de 2013, na época com o apoio do Pe. Mário e depois do Pe. Diego. Permaneceram com suas atividades dentro do seminário até novembro de 2018, quando se viram obrigados a achar outro local.

Escotismo em Laranjeiras

Conforme relatos do Chefe Escoteiro Marcelo Edling os primeiros escoteiros de Laranjeiras eram do Grupo Escoteiro São Francisco de Assis, fundado dentro da Vila da Eletrosul na época da construção da Usina de Salto Santiago, início dos anos 80.

Mais tarde, em grande parte pela falta de estrutura, a Eletrosul resolveu construir sua vila residencial na área urbana de Laranjeiras e, consequentemente, o grupo escoteiro também foi transferido. A vila se estabeleceu ao lado do seminário e descobriu-se que o reitor do seminário, Pe. Flávio Cossu era escoteiro e que também era nomeado comissário distrital da região.

Como o grupo já existia na Vila da Eletrosul em Salto Santiago, depois de algumas reuniões com a participação de alguns funcionários da empresa, estava criado naquele momento o Grupo Escoteiro São Francisco Xavier, em homenagem ao santo patrono dos Missionários Xaverianos.

Por volta de 1982, viu-se a necessidade de construir a sede própria sede dos escoteiros, pois até então, se resumia a uma sala no seminário. Foi então que a Eletrosul doou duas casas grandes daquelas de canteiro de obras. Feitas em compensado, o grupo adquiriu mais alguns materiais e alguma mão de obra oferecida por alguns pais e foi construída uma excelente sede, dentro do terrenos do seminário. 

Mais tarde, por falta de motivação, muita gente foi abandonando o grupo e aos poucos ele foi se acabando. O padre Flávio, que era um grande incentivador e entusiasta do escotismo, foi transferido para uma paróquia no norte do Paraná. E por volta de 1987 o grupo foi extinto.
Por volta de 1991, pelos esforços de algumas pessoas, novamente fundaram um grupo escoteiro em Laranjeiras, no mesmo local do anterior e com o mesmo lenço do antigo grupo, porém com outro nome, Araucária Centenária, em função de uma gigante araucária existente no terreno do seminário, que, segundo relatos, possuía mais de 100 anos. O Grupo Araucária Centenária foi encerrado em 2002.

Pe. Flávio Cossu


Padre Flávio Cossu era um italiano de coração brasileiro. Foi ordenado padre pelo Papa João Paulo II, no Rio de Janeiro, quando o pontífice esteve no Brasil pela primeira vez em 1980.

Era um apaixonado pelo escotismo e tinha objetos relacionados ao movimento do mundo todo. Ligado à União dos Escoteiros do Brasil (UEB/PR), já havia participado, desde que chegou ao país, da fundação de pelo menos três grupos escoteiros nos lugares por onde passou, dentro das atividades da igreja católica. Após sua ordenação, por volta do ano de 1981, foi designado como reitor do Seminário Xaveriano de Laranjeiras do Sul.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail