Trecho próximo ao Centro de Eventos de Laranjeiras poderá receber uma pista de caminhada

Atendendo a pedidos da população, o vereador Sete enviou a proposta para o Executivo que estuda a viabilidade do projeto

As ruas que seguem as proximidades do Centro de Eventos, no bairro Getúlio Vargas, em Laranjeiras do Sul poderão receber uma pista de caminhada. A proposta foi enviada para o Poder Executivo pelo vereador Valmir Trindade (Sete) e compreende os canteiros entre as ruas Marechal Floriano Peixoto e a Avenida Deolinda Oliveira da Luz.

Necessidade

Essas ruas, muito utilizadas para prática de caminhada ao ar livre, não possuem acostamentos,  o que as torna inseguras para população.

Conforme o vereador Sete, a pista foi um pedido feito por várias pessoas, que veem essa obra como uma necessidade.

Cleusa de Oliveira, de 62 anos, é uma das moradoras que utiliza o trecho para caminhar com sua filha, das 17h30 até 18h30. “É um turno de pico, onde a maior parte dos caminhões sentido Porto Barreiro passam, o que dificulta bastante a prática de esportes”, conta ela.

Silmara Bonetti Techio, outra moradora da região, contou que esse também foi um dos motivos que me levaram a caminhar no trecho que segue a proximidade do Centro de Eventos, mas que a insegurança na pista fê-la desistir da caminhada. “Vejo que muitas pessoas passeiam por lá, a construção de uma pista de caminhada com certeza me faria retornar”, afirmou.

“O risco de acidentes é grande”, relatou o vereador Sete. “É importante construir uma pista no local para que a população continue com estímulos as práticas esportivas, extremamente necessárias para a qualidade de vida”, acrescentou.

A indicação 312/2021, que já foi aprovada por todos os vereadores, agora depende da viabilidade do projeto, encaminhado a secretaria de Obras e Urbanismo.

Readaptação

Cleusa contou ainda que uma das motivações que a levaram a caminhar foi a suspensão temporária do projeto Coração Feliz, realizado pela secretaria de Saúde. Com a chegada da pandemia, muitas pessoas tiveram que readaptar suas rotinas com a prática esportiva. “Eu contava os dias para o projeto; mas depois que passei a caminhar vi que existem outras opções. A pista, além de tornar o lugar mais bonito, valorizará a região”.

Segundo Priscila, coordenadora da Atenção Primária à Saúde (APS), devido as condições sanitárias, por enquanto ainda não há previsões de retorno do projeto, que abarcava os bairros Cristo Rei, Água Verde, São Miguel/Caic, Jardim Iguaçu, Centro, São Francisco e Presidente Vargas. Em 2019, o programa assistiu mais de 450 pessoas com atividades físicas e recreativas que visam combater o sedentarismo.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail