Agricultura de Pinhão viabiliza programa de Correção de Solo para os produtores

A secretaria visita e cadastra a propriedade, e durante essa atividade, orienta e auxilia no planejamento da plantação

Instituído neste ano como política pública, o programa municipal de Correção de Solo de Pinhão está disponível aos produtores da agricultura familiar, com o objetivo de proporcionar o aumento da produtividade nas propriedades. Em entrevista ao Correio do Povo, o secretário de Agricultura e Pecuária, Albino Neto fala sobre o investimento e a importância em auxiliar o agricultor em sua produção. 

O programa 

Conforme Albino, nos anos anteriores havia um investimento do município em calcário que era subsidiado aos agricultores familiares, porém sem nenhum tipo de regulamentação, o que dificultava o controle, execução e posterior avaliação da efetividade da ação na vida dos agricultores.”Hoje, modificamos o funcionamento do programa, onde consiste basicamente no fornecimento de assistência técnica, subsídios de 50% para realização de análises de solo, subsídio de 50% para aquisição de calcário e transporte até a propriedade do agricultor”. 

A secretaria visita e cadastra a propriedade, e durante essa atividade, orienta e auxilia no planejamento da plantação, aproveitando para sanar dúvidas diversas dos produtores, bem como coletar a amostra de solo que servirá para que o técnico recomende a aplicação dos calcários necessários para a correção do solo. 

Importância 

Para Albino, o programa é de extrema importância na medida em que auxilia os pequenos produtores da agricultura familiar no processo de correção do solo, buscando o aumento da produtividade, contribuindo, assim, para a viabilização econômica dos pequenos agricultores pinhãoenses e sua permanência no campo. “Nossa preocupação se dá no sentido de garantir que o recurso destinado a essa ação seja aplicado da melhor forma possível, com orientação técnica da equipe da secretaria, e que atinja seu objetivo principal: proporcionar aos agricultores familiares, meios para correção da acidez do solo de sua propriedade, buscando maior produtividade e consequentemente, melhorando a renda dos mesmos.  

“Isso só será possível a partir do momento que se busque trabalhar questões como: boas práticas de conservação de solo; planejamento da produção; uso correto da calagem e adubação; produção sustentável; manejo sustentável do solo, entre outras práticas previstas no decreto que 111/2022 que regulamenta o programa”, conclui o secretário. 

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail