Museus do Paraná se reinventam durante a pandemia

Mesmo de portas fechadas os estabelecimentos continuaram trabalhando para manter diálogo e atividades culturais

Se parte de 2021 foi de portas fechadas para os museus, nos bastidores o trabalho foi intenso, no sentido de manter o diálogo e as atividades culturais para os diversos públicos. À medida em que as restrições foram diminuindo e permitindo a reabertura, as instituições passaram a acolher novamente o público.

Museu Visconde de Guarapuava

Durante o ano de 2020 o museu passou parte do tempo fechado, mas em 2021 e 2022 retomou suas atividades e começou a receber o público num local totalmente reformado e restaurado.
As peças que estão à disposição dos visitantes remetem a época de Antônio de Sá Camargo, o Visconde de Guarapuava. Entre elas a namoradeira de 1880, as chapeleiras muito usadas naquela época, além de porcelanas e itens da primeira casa bancária de Guarapuava.
O museu oferece para os visitantes da região exposições de diversos artistas.

Museu Histórico de Cascavel

O museu também sofreu com a pandemia e teve que se reinventar durante o ano de 2021, dessa forma começou a oferecer o tour virtual na área do Centro Cultural Gilberto Mayer, que pode ser acessada pelo computador, celular ou tablet.
O objetivo da plataforma segundo o município, é que as instituições de ensino municipais, estaduais e particulares, que proporcionem aos alunos uma ferramenta de pesquisa da história do município e da região, com atividades online.

MAC

Encerrando o ano de 2021, o Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC) inaugurou a mostra “Enquanto tudo queima”, reunindo artistas do acervo do museu, artistas paranaenses convidados pela curadoria e artistas franceses, que participam da mostra através de uma parceria com o Consulado-Geral da França no Brasil.
Houve também o lançamento oficial da 67ª edição do Salão Paranaense, que este ano ocupa a cidade e a internet, além do próprio museu com performances e intervenções urbanas premiadas na edição.

MON

Ao longo de 2021, o Museu Oscar Niemeyer (MON) realizou 14 exposições. Na última quinzena do ano, foi inaugurada a exposição “Labirinto da Luz”, de Orlando Azevedo.
O sucesso da exposição “OSGEMEOS: Segredos” fez com que o MON, pela primeira vez em sua história, vendesse ingressos exclusivamente online, com visitação em horários agendados. Em pouco mais de dois meses foram comprados aproximadamente 80 mil.

MUPA

O ano de 2021 marcou a celebração dos 145 anos de fundação do Museu Paranaense (MUPA), o terceiro mais antigo do Brasil.
Projetos importantes foram desenvolvidos, como a continuidade do edital de ocupação do espaço vitrine.
Em setembro, foi lançado a web app “Jardim do Museu Paranaense”, uma ferramenta que promove a preservação das espécies vegetais e de insetos e contribui para uma experiência mais efetiva dos visitantes com a natureza, através de informações sobre espécies botânicas e da fauna presentes no jardim do museu.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail