Bobsled: esporte onde a seleção brasileira é a mais bem sucedida

Conhecido como Fórmula 1 do gelo, é um esporte disputado em quartetos ou duplas

Enfim as Olimpíadas de Inverno começaram oficialmente ontem (4), em Pequim, e nela temos brasileiros que competem em modalidades não muito conhecidas no país. No nosso giro pelos esportes de inverno, vamos conhecer o bobsled.

Origem

A origem do esporte remonta ao século 19, com a popularização dos trenós como meio de transporte em montanhas de neve. Nos anos 1870, Caspar Badrutt, proprietário de um hotel em St. Moritz, na Suíça, construiu a primeira pista especializada para corridas de trenós, que continua ativa até hoje e é uma das únicas estruturas que não utilizam gelo artificial em todo o mundo.
As primeiras competições começaram a surgir no fim do século 19. A Federação Internacional de Bobsled e Skeleton (IBSF) surgiu em 1923 e, no ano seguinte, o esporte integrou a primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno. Desde então não saiu mais do programa olímpico.

Equipe

Conhecido como “Fórmula 1 do Gelo”, o bobsled é um esporte de inverno coletivo, disputado em duplas e quartetos, que descem em um trenó em pistas de gelo. Nas competições, cada equipe faz de duas a quatro descidas e vence quem tiver o menor tempo no total.

Equipamentos

No bobsled, há quatro equipamentos obrigatórios para as equipes. O primeiro é o trenó, feito com uma combinação de metais leves e totalmente aerodinâmicos. Além disso, o trenó precisa ter quatro lâminas para poder deslizar nas pistas de gelo. Elas são feitas de aço e cada equipe chega a ter mais de dez conjuntos, um para cada especificidade do percurso ou da temperatura.
Os atletas, por sua vez, precisam utilizar capacetes (do mesmo material de corridas de automobilismo) e uma sapatilha com 500 agulhas minúsculas na sola, que permitem dar tração no gelo na hora da largada.
Por fim, as pistas modernas são feitas de concreto e contam com um sistema de refrigeração para ficarem cobertas de gelo.

O Brasil no bobsled

Criada em 1996 a partir do surgimento da Associação Brasileira de Bobsled, Skeleton e Luge (ABBSL), precursora da CBDG, a seleção brasileira de bobsled é a equipe mais bem sucedida do país nos esportes de gelo.
A primeira atividade começou logo após a criação da entidade, com a formação da equipe masculina nas duplas e no quarteto. As primeiras competições começaram na temporada 1996 e 1997, com etapas da Copa América. Em 1998, o bobsled brasileiro chegou a conseguir o índice olímpico, mas não pôde competir por questões burocráticas.
Em mais de duas décadas, as duas modalidades acumulam conquistas, como duas medalhas de bronze no mundial de push de bobsled em 2016, 27 medalhas em provas internacionais (onze ouros, três pratas e treze bronzes), cinco participações na temporada da copa do mundo (02/03, 05/06, 14/15, 15/16 e 16/17) e quatro mundiais (2003, 2011, 2015 e 2016).
Com o bobsled, o Brasil esteve presente nos Jogos Olímpicos de 2002 em Salt Lake City, 2006 em Turim, 2014 em Sochi e 2018 em PyeongChang.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail