Marquinho: Escola Rui Barbosa dá início ao projeto “O Sistema Solar – Um Universo de descobertas”

A professora coordenadora do projeto, Franciele Lach Camargo, fala sobre as atividades que ainda serão trabalhadas com os alunos

O projeto “O Sistema Solar – Um Universo de descobertas”, é uma parceria entre a secretaria de Educação e Cultura com a cooperativa Sicredi, sendo parte integrante do programa “A União Faz a Vida”. O tema deste projeto foi desenvolvido pela professora, Franciele Lach Camargo, com os alunos do 1º Ano A, do turno da manhã, na Escola Municipal Rui Barbosa.

O professor de Geografia, Elói Carlos dos Santos, ministrou uma palestra sobre astronomia, sistema solar e sobre a importância do cuidado com o meio ambiente. Estiveram presentes na abertura do evento a secretária de Educação e Cultura, Eliane Ramos Padilha, a diretora, Suzamara de Almeida, a professora regente e demais docentes.

Início do projeto

A professora que está desenvolvendo o tema, Franciele Lach Camargo, conta que cada turma está trabalhando em um projeto, que integra o programa do Sicredi. O seu projeto começou a ser desenvolvido no mês de abril e será finalizado em novembro, com a culminância de todos os projetos que estão sendo desenvolvidos na escola. Segundo ela, o ponto de partida do seu tema foi realizado com uma pergunta exploratória, sobre o que era o sistema solar, como ocorre o dia e a noite, com o objetivo de despertar o interesse dos alunos.

Primeiramente a professora fez as anotações necessárias quanto aos conhecimentos prévios de seus alunos. Ela ainda vai coordenar a confecção de maquetes do sistema solar, para que os alunos desenvolvam em casa, junto de seus pais, usando massinha de modelar.

“Cada grupo vai ser responsável por um astro do sistema solar, só os planetas, suas principais características e alguma curiosidade. Depois de ser apresentado a outras turmas, o cartaz vai ficar na sala, em exposição”, conta ela.

A música será outro recurso de apoio no desenvolvimento das atividades. Será feita uma apresentação de música sobre os planetas, depois do hino nacional.

Será desenvolvida também uma maquete em maior escala, a fim de representar o sistema solar em sua totalidade, para que as crianças apresentem aos visitantes, além da entrega de lembrancinhas para os participantes da exposição do trabalho, em novembro, junto com os demais projetos feitos pelas outras turmas.

Persona de inspiração

O palestrante, professor Elói Carlos, leciona no Colégio Estadual João Rysicz e na escola do campo Julia Folda. Figura de inspiração para a professora Franciele, que fala dele como um exemplo de profissional, que motivou sua escolha acadêmica.

“Foi ele que me inspirou a fazer a graduação de geografia, pois trabalhou comigo no primeiro ano do ensino médio, foi meu professor de geografia e dessa forma despertou em mim o amor pela docência através de suas. Ele é um ponto de referência maravilhoso”.

Outro destaque da apresentação foi o aluno Kevin Lucas Lima Silva, de apenas seis anos. Franciele conta que o aluno apresentou muito espontaneamente o tema para os alunos e docentes. Diante de algumas perguntas, muitos alunos não recordavam das respostas de imediato. Mas com o Kevin explicando a sequência correta de cada planeta, o conteúdo foi relembrado, pois já havia sido trabalho em sala de aula através de vídeos e com a explicação da professora.

“A principal finalidade desse projeto é aguçar a curiosidade dos alunos para que eles queiram explorar mais do tema. Meu intuito não é dar as respostas, mas incentivar as perguntas deles. Fiz perguntas e anotei em cartaz a resposta de cada um, individualmente, apenas eu e os alunos sabemos de sua resposta”.

Como são alunos de 1º ano, ainda estão em processo de alfabetização. “Eu sou a escriba deles, mas fiz uma cópia fiel do que eles me falaram. Nós vamos fazer cartazes para a nossa sala e para espalhar pelo colégio, não somente pensando no sistema solar, mas enfatizando a questão do meio ambiente”.

“Sendo o planeta nossa casa”

Ela relata que o professor Elói Carlos dos Santos, além de ministrar a palestra, também organizou uma sacolinha, um porta lixo para carros, a fim de incentivar os alunos a guardarem o lixo e descartarem no lugar correto.

“Vamos usar inúmeros materiais recicláveis. Quero desenvolver atividades sobre o descarte correto de cada tipo de lixo e para isso a gente vai usar muito material reciclável, sempre visando o bem-estar do planeta, sendo o planeta nossa casa”, disse Francieli.

O projeto em questão abrange os conteúdos e componentes curriculares de língua portuguesa e geografia. Como, por exemplo, uma das atividades em língua portuguesa vai trabalhar a realização de um poema, apresentado pelos alunos. “Os protagonistas são eles, que irão desenvolver a atividade e que vão apresentar o poema”.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail