Pandemia impulsiona conteúdos para pets nas redes

Hoje, o Brasil possui o segundo maior segmento do mercado global

Desde muito tempo o cinema e a televisão são responsáveis por transformar bichinhos fofos em celebridades, e há quase 10 anos alguns pets alcançaram o status de influenciadores digitais, antes mesmo da criação deste termo.

Empurrãozinho da pandemia

A pandemia ajudou a levar esse segmento a um novo patamar de popularidade. Segundo dados do Instituto Pet Brasil, esse segmento tem um faturamento em média de R$ 35 bilhões por ano e o Brasil tornou-se o segundo maior mercado de produtos pet do planeta, com 6,4% da participação global à frente do Reino Unido.

A emergência sanitária e o isolamento social só potencializaram o que já era um mercado promissor.

Comportamento de usuários

“O comportamento dos usuários nas redes sociais e o consumo de conteúdo também mudou. Nos períodos de 2019 e começo de 2020, nichos como lifestyle e viagens estavam em alta. Com o início do isolamento, temas como ‘pets’, ‘decoração do lar’ e ‘literatura’ ganharam muito mais evidência” afirma Felipe Oliva, CEO da Squid, empresa de tecnologia com foco em marketing de influência. O empreendedor afirma que em momentos de incerteza os usuários tendem a buscar conteúdos mais leves, como os vídeos de animais fofos.

Animais famosos

As redes estão repletas de casos de sucesso. Chico, o felino que é a estrela do perfil Cansei de Ser Gato, tem mais de 580 mil seguidores no Instagram. Pioneiro entre os influenciadores pet, aparece em fotos divertidas e conta com uma linha completa de produtos para animais em um e-commerce próprio. A gata Nala, a maior do Instagram, tem 4,3 milhões de seguidores – suficientes para garantir um Guinness e lançar a própria ração. E há espaço para outros animais, como alpacas e porcos.

Talvez o caso mais famoso seja o de Choupette, a gata do estilista Karl Lagerfeld (1933-2019). Após a morte do designer, ela ficou com parte de sua herança. Hoje, ela tem uma equipe com três pessoas, além de um gerente para suas redes sociais, onde é acompanhada por 300 mil pessoas. Hoje, sua fortuna é estimada em R$ 460 milhões.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail