Rafaela Cacilho, de Laranjeiras, se classifica no programa de intercâmbio Ganhando o Mundo

Ela se classificou em 24º lugar, em uma competição com todo o Estado, para complementar a formação acadêmica em instituições de ensino estrangeiras

A estudante Rafaela Vitória Cacilho, do Colégio Estadual Laranjeiras, vai representar o município no programa “Ganhando o Mundo”, da secretaria de Estado da Educação. Ela se classificou na posição número 24, numa disputa com estudantes do Paraná inteiro. A premiação será no próximo dia 14.

Na tarde desta quinta-feira (18), o prefeito Berto Silva e a secretaria da Educação, Maria Luiza, encontraram a estudante e sua mãe para dar-lhes os parabéns presencialmente. “Estamos transbordantes de orgulho”, destacou o prefeito.

O Ganhando o Mundo é um Programa de Intercâmbio Internacional, criado pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) para ofertar a estudantes do ensino médio da rede pública Estadual do Paraná formação acadêmica em instituições de ensino estrangeiras, que ofereçam curso equivalente ao ensino médio no Brasil.

Inglês

Para preparar melhor os estudantes selecionados, um curso de inglês via aplicativo foi ofertado em parceria com as universidades estaduais vinculadas à Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O curso aconteceu ao longo do primeiro semestre de 2021, em formato autoinstrutivo, baseado em desafios que consideram a perspectiva da aprendizagem por vivência social e cultural. O curso teve seis módulos de 40 horas cada um, totalizando 240 horas.

Programa

Devido ao atual cenário da pandemia e às restrições de viagem para a Nova Zelândia, o cronograma da viagem dos estudantes foi alterado. A viagem está programada para fevereiro de 2022. O programa de intercâmbio Ganhando o Mundo vai levar estudantes da rede estadual para um período de estudos na Oceania.

Puderam participar do processo seletivo estudantes que ingressam no ensino médio na rede estadual do Paraná em 2021. Também era necessário ter cursado os anos finais do Fundamental (6º ao 9º ano) na rede pública do Paraná e ter entre 14 e 17 anos e meio na data de embarque.

A seleção dos intercambistas foi feita com base na média de notas e frequência: o estudante precisava ter média maior ou igual a sete (7,0) em todas as matérias e frequência maior ou igual a 85%. Para chegar à pontuação final, foram somadas as médias de todas as disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) cursadas em 2020 no 9º ano.

Despesas

Os gastos com a documentação necessária para a viagem e itens essenciais durante o semestre letivo no exterior serão custeados pela Secretaria da Educação e do Esporte. Os custos incluem emissão de passaportes e vistos, exames médicos e vacinas, passagens aéreas e terrestres, transporte, hospedagem, seguro-viagem e saúde, além das despesas vinculadas à parte acadêmica, como taxa de matrícula, tradução juramentada da documentação escolar, mensalidade da escola, material didático e uniforme.

O intercambista também receberá uma ajuda de custo mensal de R$ 800. Serão seis parcelas da bolsa-intercâmbio, sendo a primeira (bolsa-instalação) para cobrir despesas iniciais na chegada, e as demais repassadas mês a mês.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail